«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




terça-feira, 2 de agosto de 2011

DE CAMILO CASTELO BRANCO A MARIA LÚCIA LEPECKI...

 Os grandes escritores nunca morrem, podem ficar a invernar, mas de um momento para o outro, podem ressurgir em toda a sua plenitude! Este é o caso de Camilo Castelo Branco, um escritor que retratou bem a sua época e que abordou temas que sempre estarão presentes na vida das pessoas em geral, mudam os contextos, mas a condição do homem não muda!
MISTÉRIOS DE LISBOA, foi relanceado num excelente filme de Raol Ruiz. Está ultrapassado? Nunca estará na sua abordagem de conflitos sentimentais!
Sou uma apreciadora de Camilo, de alguns dos seus romances, da saga que ele próprio viveu, mas não sou uma especialista e aqui é de toda a pertinência referir Maria Lúcia Lepecki (1940-2011), que morreu a semana passada. Foi uma especialista da obra de Camilo, mas também uma pessoa muito entendida na cultura portuguesa (séc. XIX-XX), como professora catedrática da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, ensaísta e crítica literária. Também me transmitiu conhecimentos importantes através de várias revistas e jornais, onde colaborou.



Maria Lúcia Lepecki, nasceu em Araxá, Minas Gerais. Licenciou-se na Universidade de Minas Gerais e depois doutorou-se com uma dissertação sobre Camilo Castelo Branco: «SENTIMENTALISMO: CONTRIBUIÇÃO PARA O ESTUDO DA TÉCNICA ROMANESCA DE CAMILO».
Ganhou o Grande Prémio de Ensaio Literário da Associação Portuguesa de Escritores (2004) pela obra: « Ensaios de retórica e de interpretação».
Em 2000, foi agraciada com o grau de comendadora da Ordem de Santiago da Espada.
Em 2008, por ocasião do encontro literário «Correntes d´Escritas», na Póvoa de Varzim, Maria Lúcia Lepecki manifestou-se publicamente contra o novo acordo ortográfico. 

1 comentário:

Lilá(s) disse...

E vamos ter o tal acordo em pleno nas escolas em Setembro...
Bjs