«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




domingo, 31 de março de 2013

Exposição de Graça Morais – Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva


Uma denúncia e uma reflexão sobre o tempo que vivemos, sob o signo do medo!
A MARCHA DO MUNDO, OS CONFLITOS, AS GUERRAS, A POBREZA, A CRISE ECONÓMICA.

«É preciso pensar o que está a acontecer!
Não posso ficar calada. Como é possível fazer uma pintura decorativa que ignore o que está a acontecer?
As leis que são feitas são de uma grande desumanidade e insensibilidade social, há muitas pessoas a sofrer. Revolta-me que tantos seres humanos sejam desprotegidos e desamparados. Não posso ficar calada! Todos estamos a sofrer uma grande injustiça, que se reflecte no nosso dia-a-dia,. É preciso ver o que se está a passar com tanta gente desempregada, com tantos deprimidos.
As mulheres são sempre as maiores vítimas, particularmente em tempos de crise e numa situação de grande desemprego.
São o elo mais fraco, que sofrem a violência psíquica e física. Basta ler os jornais. Ando mesmo impressionada com o número de mulheres que se suicidam e antes matam os filhos. Desempregadas, desesperadas e abandonadas pela sociedade, sem perspectivas, há uma carga imensa sobre esta espécie de «Medeias», que não querem deixar os seus filhos nesta desgraça. É uma tragédia para a própria Humanidade e é preciso que as pessoas pensem no que está a acontecer».

3 comentários:

www.amsk.org.br disse...

De fato não se pode calar. não se cale nunca, tudo isso não pode virar paisagem, rotina ou mesmo simples conformismo. Seja em Portugal, no Brasil, no mundo, todas nós temos que de uma forma ou de outra, lutar pelo justo, pelo belo e pela vida.

bjs nossos

Cozinha dos Vurdóns

anamar disse...

Olha, amiga, sábado, haverá de novo visita guiada à exop. pela Graça Morais. Segue-se debate sobre "Que guerra é esta", com Viriato Seromenho, Adelino Gomes e mais alguém que não lembro.

Gostei , e penso ir de novo, mas só ao debate.

Beijocas.

Brown Eyes (Just a Woman) disse...

É preciso que as pessoas comecem a agir. Não devias ter incutido todos valores porque se assim não fossem começariamos a agir como eles: matando-os. O povo português não é um povo vingativo, está visto e os que o são têm bons tachos. Beijinhos e bom fim de semana