«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




sexta-feira, 8 de junho de 2012

QUINTA DAS LÁGRIMAS (EXTERIOR E INTERIOR)

Há dias usufruiu desse beleza ímpar, local cheio de mitos e místicas, que deixa a alma bucólica!...
Depois da luxuriante Natureza, a casa onde a decoração, a luz entrando suave pelos cortinados semi-abertos me levou até um filme de época. Como fundo musical escolhi o adagio do concerto de oboé de A. Marcello



http://pt.wikipedia.org/wiki/Quinta_das_L%C3%A1grimas



Além da Fonte dos Amores, Luís de Camões, baptizou uma outra com o nome de "Fonte das Lágrimas", nascida das lágrimas que Inês chorou ao ser assassinada. O sangue de Inês terá ficado preso às rochas do leito, ainda rubras após seis séculos e meio...
"As filhas do Mondego, a morte escura
Longo tempo chorando memoraram
E por memória eterna em fonte pura
As Lágrimas choradas transformaram
O nome lhe puseram que ainda dura
Dos amores de Inês que ali passaram
Vede que fresca fonte rega as flores
Que as Lágrimas são água e o nome amores"
Os Lusíadas, canto III.

4 comentários:

Socorro Melo disse...

Oi, Manu!

Belos e tristes, os versos de Camões, e não poderiam ser diferentes... Conheci, a pouco, a história de Inês de Castro, e fiquei enternecida. Um amor tão grande, transformado em tragédia, mas que deixou para a literatura, e para as artes, tanta inspiração.

Beijos, amiga
Socorro Melo

manuel marques disse...

Maravilhoso.

Beijo e bom fim de semana.

mfc disse...

Um local de sonho e de recolhimento.

ValeriaC disse...

Lindo mesmo amiga...
Boa semana, beijos,
Valéria