«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




terça-feira, 15 de maio de 2012

“Precisa-se”


Sendo este um jornal por excelência, e por excelência dos precisa-se e oferece-se, vou pôr um anúncio em negrito: precisa-se de alguém homem ou mulher que ajude uma pessoa a ficar contente porque esta está tão contente que não pode ficar sozinha com a alegria, e precisa reparti-la. Paga-se extraordinariamente bem: minuto por minuto paga-se com a própria alegria. É urgente pois a alegria dessa pessoa é fugaz como estrelas cadentes, que até parece que só se as viu depois que tombaram; precisa-se urgente antes da noite cair porque a noite é muito perigosa e nenhuma ajuda é possível e fica tarde demais. Essa pessoa que atenda ao anúncio só tem folga depois que passa o horror do domingo que fere. Não faz mal que venha uma pessoa triste porque a alegria que se dá é tão grande que se tem que a repartir antes que se transforme em drama. Implora-se também que venha, implora-se com a humildade da alegria-sem-motivo. Em troca oferece-se também uma casa com todas as luzes acesas como numa festa de bailarinos. Dá-se o direito de dispor da copa e da cozinha, e da sala de estar. P.S. Não se precisa de prática. E se pede desculpa por estar num anúncio a dilacerar os outros. Mas juro que há em meu rosto sério uma alegria até mesmo divina para dar.    ( Clarice Lispector )

8 comentários:

Artes e escritas disse...

Olá, Manuela, envio o meu anúncio de fidelidade a mim mesma. Press release: Recebi um bug, mudaram meu login no blog sem a minha permissão. Não sei quem o fez, mas tenho que descobrir antes de enfrentar e mudar o acesso novamente. A quem enfrento? Ao Google? Duvido. É gente que sabe lidar com informações. Eu não sou boa nisso, mas primeiro se descobre o tamanho do obstáculo, mesmo sozinha, depois se remove esse obstáculo. Por outro lado, quem tem medo da moça com música? Gosto da música antes dos textos, é amor antigo. As únicas pessoas que não gostam da moça com música são as que não gostavam da primeira professora, a que me ensinou ritmos, de saudosa memória. Desabafei com você. Um grande abraço para você, Yayá.

Fátima disse...

Cheguei!!!!!!!!!!!!!!
Amar os outros é a única salvação individual que conheço: ninguém estará perdido se der amor e às vezes receber amor em troca.
Clarice Lispector

Bjs. :)

ValeriaC disse...

Sempre maravilhosa, Clarice Lispector...adorável de se ler...
Beijinhos,
Valéria

Nela San disse...

Maravilhoso, nestes tempos de tristeza e noticias assustadoras. Uma luz e alegria, ao fim!
Bye&besos

Nela San disse...

Maravilhoso nestes tempos com muita tristeza e noticias assustadoras, algo de positivo e de alegria, ao fim!
Bye&besos

Pedrasnuas disse...

Manuela, fundo negro nãooooooo!!!!:)Beijinhos

quem és, que fazes aqui? disse...

Se não fosse Clarice Lispector... só poderia ser Clarice Lispector.

Não sei se avisei, mas deixei de ter o Rubraacácia. Agora estou aqui. Mudanças.

Beijo

Laura

Brown Eyes disse...

Precisa-se alegria neste país e pessoas que a distribuam. Manuela tenho estado ausente. Vim desejar-te um bom fim de semana e deixar-te um beijinho. Sabes que eu precisava? A reforma, tinha tanto para viver e a falta de tempo faz-me adiar os meus desejos e paixões.