«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




quinta-feira, 21 de abril de 2011

ALGUÉM VÊ ALGUMA LUZ AO FUNDO DO TÚNEL?

Dias de humilhação



Passos Coelho disse-o com despudorada clareza: o programa de governo do PSD será o do FMI. E o mesmo acontecerá necessariamente com o do PS e o do CDS, partidos que, juntamente com o PSD, continuam em reuniões com os mandatários do FMI, BCE e UE para receber instruções ("negociações", chamam-lhes eles: o FMI, BCE e UE ditam e PS, PSD e CDS tomam nota, atrevendo-se eventualmente a alguma sugestão respeitosa...). Restam os programas do BE e do PCP, que conterão certamente medidas alternativas, mas não poderão, seja numa improvável participação no Governo seja na AR, alterar nada do que já tiver sido decidido pela coligação FMI/PS/PSD/CDS.

Pode, pois, perguntar-se para que é que haverá eleições senão para, à falta de pão, oferecer ao país duas ou três semanas de circo. As políticas para os próximos anos estarão, de facto, determinadas antes das eleições e independentemente dos resultados eleitorais e, depois delas, qualquer medida com impacto orçamental, mínimo que seja, do Governo ou do Parlamento, terá que ir a despacho aos tutores do país.


A suspensão da democracia sugerida por Manuela Ferreira Leite durará pelo menos três anos, durante os quais nos caberá tão só eleger capatazes que executem as ordens de Washington (FMI), Frankfurt (BCE) e Bruxelas (Comissão).


Por muito menos foi a estátua de Camões, quando do ultimato inglês, coberta de crepes pelos antepassados políticos do actual PS.

MANUEL ANTÓNIO PINA
(Artigo de Opinião do JN)

6 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

a situação está complicada né Manu... infelizmente a classe política sempre age com os pensamentos voltados para eles mesmos, o povo que se lasque.
é triste...

Cris França disse...

não eu não vejo luz!

vejo você, com sua pequena lanterna fazendo a sua parte!

beijos Manu

manuel marques disse...

é um fartar vilanagem...

Desejo-te uma Páscoa feliz.

Abraço.

Jorge disse...

MANUELA,
São malefícios que poderão ser compensados por benefícios.
Por muito que nos custe a economia portuguesa precisa bàsicamente que o nosso consumo se ajuste à nossa produção que é muito menor...

as-nunes disse...

Só vejo muita dependência e a independência do país e fugir-nos por entre os dedos!...

Bombom disse...

Nestas alturas lembro-me sempre das palavras do saudoso Saramago: O voto é uma arma. Votem em branco!

As Páscoas são flores muito mimosas. Eu não conhecia. Há aí no Porto?
Desejo-te também uma PÁSCOA FELIZ.
Bjs. Bombom