«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




quarta-feira, 23 de março de 2011

QUEM TEM MEDO DE VIRGINIA WOOLF?

Cinéfila compulsiva, vi muitos filmes com a participação de Elizabeth Taylor, mas destaco: QUEM TEM MEDO DE VIRGÍNIA WOOLF, dirigido por Mike Nichols. O guião é uma adaptação da peça teatral homónima, escrita por Edward Albee.


Óscar 1967 (EUA) melhor actriz (Elizabeth Taylor), melhor actriz coadjuvante (Sandy Dennis). BAFTA 1967 (Reino Unido)Venceu nas categorias de melhor filme, melhor actriz britânica (Elizabeth Taylor) e melhor actor britânico (Richard Burton).

8 comentários:

AFRICA EM POESIA disse...

Manela
Bonita homenagem
Um beijo

Fatima disse...

Eu não tenho!
Rsrsrsrsr
Ótimo filme.
Linda homenagem!
Bjs querida.

Malu disse...

Ainda bem que esta maravilhosa DIVA nos deixou um legado de atuações para revermos por toda a VIDA!
Que saudades ficou...
Abraços, Manu

Nilce disse...

Não assisti Manu, mas é uma boa sugestão.
Obrigada.

Bjs no coração!

Nilce

Laura disse...

Oh, só vi de tarde a notícia, e realmente era uma mulher lindissima e uma actriz talentosa, mas, chega sempre a hora...deve ir encontrar-se com o amor da vida dela, o Richard Burton...que cenas e que casamentos.

Um beijinho.

laura

manuel marques disse...

Lindíssima homenagem.

Beijo meu.

Tati disse...

Oi Manú, eu assisti pouco a carreira de Liz Taylor, mas tenho grande admiração por ela. Meu comentário, aqui em casa, quando ouvimos a notícia da morte foi: para a gente ela não morre. Por que teremos acesso a seus filmes sempre.
Morre para a família e os amigos, não é? Linda, talentosa, marcante. Na homenagem que fizeram a ela num canal de notícias aqui fiquei com vontade de assistir muitos filmes, um dos que me chamou atenção foi exatamente este. Será que encontro na locadora?
Beijos.

Beth/Lilás disse...

Ai, Manú, que saudades das boas sessões da tarde que tínhamos aqui no Brasil! Quantos filmes desta bela assisti pela tv.
Ela era mesmo muito linda!
bjs cariocas