«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




domingo, 29 de maio de 2011

SONHOS DE UMA NOITE DE VERÃO...

A obra de Shakespeare, Sonho de Uma Noite de Verão é ambientada na Grécia mítica e conta-nos a história de seres élficos e personagens mitológicos descrevendo a magia e a realidade em uma só dimensão. Comédia de amores desencontrados, onde tudo se resolve após algumas peripécias com uma poção mágica!

Considero Shakespeare um expoente da Cultura.  Muita da sua obra: poemas, tragédias, dramas históricos, comédias, permaneceram vivos até aos nossos dias.


SONHOS DE UMA NOITE DE VERÃO


Que é um dia de Verão não sei se diga.

É mais suave e tens mais formosura:

Vento agreste botões frágeis fustiga

Em Maio e um Verão a prazo dura.

O olho do céu vezes sem conta abrasa,

Outras a tez dourada lhe escurece,

Todo o belo do belo se desfasa,

Por caso ou pelo curso a que obedece

Da Natura, mas teu eterno Verão

Nem murcha, nem te tira teus pertences,

Nem a morte te torna assombração

Quando o tempo em eternas linhas vences:

Enquanto alguém respire ou possa ver

E viva isto e a ti faça viver.

Tradução de Vasco Graça Moura


A Midsummer Night's Dream - Felix Mendelssohn Bartholdy

8 comentários:

Artes e escritas disse...

Sonhos de Uma Noite de Verão é uma comédia de costumes bastante complexa porque exige o conhecimento dos seres mitológicos. Mendhelson, um compositor romântico, tornou a música feita especialmente para esta peça de Shakespeare a música obrigatória das cerimônias de casamento: Marcha Nupcial. Uma postagem plena de significados, é preciso estudo para entendê-la. Um bom domingo para você, Yayá.

Artes e escritas disse...

Mendelsshon e Shakespeare juntos. Maravilha. Yayá.

Memória de Elefante disse...

Manú!
Como sempre tua sensibilidade encanta ainda mais teu "canto" com estas belas postagens!
Obrigada por compartir!
Um beijo

manuel marques disse...

"Ó beleza! Onde está a tua verdade ?"(Shakespeare)este é um momento de rara beleza,obrigada por o partilhares.

Beijo minha querida Manu.

Nilce disse...

Falar de Shakespeare é só para quem entende mesmo Manu.
Espetacular seu post.

Bjs no coração!

Nilce

Ana Paula Fitas disse...

Manuela,
Depois de tantos belos comentários, resta-me agradecer o excelente post que, generosamente, aqui fica partilhado e que, sinceramente!, adorei pelo sentido, a beleza e o significado!
Beijos

Malu disse...

Sempre no maior capricho...
Gosto das obras deste senhor e a forma com que descrevia o MUNDO em sua época.
A trilha sonora não podia ser melhor...
Bom gosto e sensibilidade não é para todos.
Há quem possua e há quem não... Você consegue unir os dois, amiga!!!
Beijinhos

Maria Teresa disse...

Sonhos, mitos, poesia, Mendelssohn. Tudo junto, harmonioso, mais que convidativo. Adorei, Manuela!
Beijos