«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

NA RESSACA DAS ELEIÇÕES...

«PARTIDO» MAIORITÁRIO A ABSTENÇÃO 53,3% O QUE REVELA QUE HÁ UM GRANDE DESENCANTAMENTO RELATIVAMENTE À POLÍTICA E AOS POLÍTICOS E QUE OS PORTUGUESES QUEREM UMA MUDANÇA.

INTERESSANTE FOI O COELHO TER DADO UM ARREPIO AO JARDIM!

QUANTO AO RESTO, NEM ME APETECE COMENTAR, DEPOIS DAS PREVISÕES INICIAIS DESLIGUEI DA REPORTAGEM SOBRE O ACTO ELEITORAL E ESTIVE A VER O EXCELENTE PROGRAMA «CÂMARA CLARA» ONDE FOI ENTREVISTADA A FILHA DE SOFHIA DE MELLO BREYNER.
Depois das Eleições



Depois de uma campanha eleitoral animada, a grande vantagem de qualquer eleição democrática é a de o povo sair, finalmente, da sala de estar dos políticos. É uma sensação de alívio que alguns eleitos descrevem como semelhante ao momento em que uma dor intensa, por qualquer razão obscura, termina.


(...) Depois de qualquer eleição a sensação dos políticos - quer tenham perdido quer tenham ganho - é a de que o povo mais profundo acaba de entrar todo num comboio, dirigindo-se, compactamente, para uma terra distante. Esse povo voltará apenas, no mesmo comboio, nas semanas que antecedem a eleição seguinte.


Esse intervalo temporal é indispensável para que o político tenha tempo para transformar, delicadamente, o ódio ou a indiferença em nova paixão genuína.


Gonçalo M. Tavares, in 'O Senhor Kraus'

3 comentários:

Sandra Botelho disse...

Ou numa decepção que durará quatro anos...Bjos achocolatados

Laura disse...

Há quem esteja feliz, outros sentem-se defraudados, enfim, as eleições não são o melhor caminho pelos vistos, mas lá que o povo é que escolhe, lá isso é, mas, poucos ficaram felizes!...
Aguentaremos? nem faço ideia, devia aparecer alguém que tomasse as rédeas do país mas não estou a ver, não desta forma.
um abraço

laura

Nes disse...

Ola Manuela.

O que fosen votar só o 53% da poboacion di moito.

Di que a xente esta cansa, asqueada, defraudada.

Mira o que ten diante é non lle gusta. Pero mira o de enfrente é tampouco lle convence.

O que estan a facer é moi triste é preocupente. Facernos peder a ilusion.

Penso que iso pode pasar eiqui y é por eso que opino de esa maneira.

¿Onde estan os politicos cos ideais con que se criaron?.

Si algun de eses mestres levantase a cabeza morreria coa pena.

Un biko.

NES