«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

VOLTANDO À «ANTIGA, MUI NOBRE, SEMPRE LEAL E INVICTA CIDADE DO PORTO»!..

Nasci aqui, vivo aqui …sou «provinciana», sou cá de «xima»…! A mentalidade de certas pessoas cria assim um muro, não são só os futebóis, já vem de longa data, o Porto foi terra doada aos bispos por D. Teresa, o primeiro foi o D. Hugo. Depois D. Afonso Henriques, foi por lá baixo, com a sua grande espada enxotar os mouros! Aos aristocratas não era permitida dormida na urbe, até que D. João I comprou o couto aos bispos!

Subjacente depois esteve sempre o peso de Lisboa, capital do reino, que obviamente era favorecida e continua! Enfim isto é natural, a segunda cidade sofre sempre de complexos de inferioridade, perante os complexos de superioridade da capital!

MAS O PUERTO É GRANDE CARAGO!?... (Dizem os portuenses, também chamados de «tripeiros»!) Mas eu sou portuguesa do Minho ao Algarve e arredores!

Daqui Portugal foi buscar o nome. Daqui se saiu para conquistar Lisboa aos mouros. Aqui o português João e a inglesa Filipa contraíram matrimónio e nasceu o Infante, patrono dos descobrimentos. Aqui se doou a carne e se comeram as rezes (tripas) para que o império se fizesse. Daqui se exportou o generoso vinho que tornou a cidade mundialmente famosa. Por entre trincheiras e paliçadas, aqui se defendeu a liberdade do liberalismo contra a tirania miguelista, se ganhou o coração do rei-imperador e o título de Invicta. Aqui se morreu pela implantação do regime republicano, no 31 de Janeiro. E aqui se manteve o norte naquele verão quente de 1975, quando todos pareciam desnorteados…


http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_do_Porto

Sou interessada e crítica e, farta de ver este «mamarracho» à beira mar, que já foi o Colégio Luso-Internacional e já teve uma série de projectos: restaurante, discoteca...continua há uns anos assim...que lindo bilhete postal Srº. Dr. Rui Rio e por quantos anos mais vamos ter esta nódoa na paisagem?


O Sr. Dr. Rui Rio vai novamente requalificar a Avenida da Boavista e há quem diga que é só por causa dos popós, se não é parece!
Nós sabemos como o Dr. gosta muito de corridas de carros, nas últimas corridas houve queixas pela pouca largura das vias, que não permitiam ultrapassagens!
E as muitas ruas que precisam mesmo de intervenção, para segurança dos automobilistas e peões?

Maqueta (Gosto especialmente da menina que parece saída de um filme dos anos 50!…Só destoa a mostra do joelho, as saias eram mais compridas!...)
Para requalificação está também a Praça de Lisboa (bem precisa, o vandalismo assentou lá arraiais) e o Palácio dos Desportos, dito ainda de Cristal, que já motivou várias manifestações de protesto. Pouca gente se esquece desse crime urbano, que foi a destruição do Palácio de Cristal.
Há notícias interessantes!?...

O aeroporto Sá Carneiro foi considerado o 10º melhor do mundo por uma companhia aérea e no ano passado passaram por lá cinco milhões de pessoas!

O Edifício Vodafone, ganhou o primeiro prémio entre os 20 mais surpreendentes escritórios criativos do Mundo, projecto de dois arquitectos portugueses. A poucos minutos da minha casa, eu costumo chamar-lhe a casa dos Flinstones, mas há quem chame outras coisas!
(Muito dinheiro ganham com os telelés!)

Projecto interessante é a requalificação de uma casa antiga à beira-rio, que vai ser transformada no «Espaço Porto Cruz – Centro Multimédia» e que lançara um novo conceito de promoção do vindo do Porto. O projecto tem a parceria de um gabinete de Bordéus. Um espaço que se diz multissensorial e lúdico, para experimentar e sentir!
 
E esta temática continuará, sou sempre uma observadora interessada do que se vai passando por cá...

8 comentários:

Malu disse...

Acho quee todos nós vestimos a camisa do berço no qual nascemos e, por esta camisa suamos em bicas para enaltecer nossa TERRA.
Mas já te digo de antemão que por todos os lados tem sempre alguém a mamar em todas as tetas e deixar os demais com fome.
Um abraço, amiga

Laura disse...

Ora nem mais, vamos prá rua arranjar tudo o que precisa e gastar os euritos que nem sobram com o nosso Puerto, carago, eles não vêm que tens razão? e que bem descreves tudo.
Força, grita que alguém há-de ouvir, ai o rais que os leve, atã na devia ser, o mamarracho arranjado? Nunca fui ao tal do Palácio de Cristal, mas um dia vamos,se vamos..deixa melhorar.

Beijinhos, laura..e tu quando marcas dia pra Braga?

Glorinha L de Lion disse...

Manu querida! Adoro estes teus posts sobre Portugal! Adoro saber as estórias e histórias (agora, dizem que só há um tipo de estória...coisa ridícula dos linguistas...pra mim, sempre há de ter as duas!). Amei o Porto, achei a cidade linda, cheia de história, com seu casario colorido à Ribeira, suas caves...já escrevi muito sobre quando estive aí...Amo, tb Lisboa, suas ladeiras, seus edifícios históricos, seu Castelo. Enfim, é sempre um prazer ler alguém da própria terra a nos mostrar coisas que desconhecíamos. É verdade que até hj há uma certa competição entre os lisboetas e os portuenses? Diz-me lá...se bem que aqui tb dizem haver esse mesmo bairrismo entre cariocas e paulistas, o que absolutamente, não acho...beijos querida. Maravilha de post!

as-nunes disse...

É sempre com uma grande nostalgia que tenho oportunidade de rever a mui nobre, sempre leal e invicta cidade do Porto!

Aí vivi, para os lados do Seixo (Monte Burgos) desde os 2 meses até aos 8 anos;
mais tarde voltei ao Porto e a Gaia, onde tive um quarto, enquanto estudante no ICP na Rua de Entreparedes, à Batalha.

Quantas vezes atravessei a ponte D. Luís, a pé.

Belas referências...que pena o Palácio de Cristal!...
Aquele Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, nós campeões!

Uma abraço
António

Bétinha disse...

Estás enganada o "mamarracho" é muito valioso para o Dr.Rui Rio. Sãoruínas romanas que o mar foi empurrando para terra.
Beijoca.

Beth/Lilás disse...

Manú, estamos é com saudades de ti, por onde andas?
Sabias que aqui também os portugueses intitulavam assim a cidade do Rio de Janeiro - "A mui leal e heróica cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. "
Achei interessante este modo de tratarem suas cidades.
Bem, aí e aqui vemos o desinteresse dos políticos para conservarem ou renovarem nossos monumentos, mas não devemos nos calar, devemos aproveitar qualquer meio de comunicação para 'botar a boca no trombone'. haha
um grande abraço carioca

Valéria Sorohan disse...

Um abraço de coração, querida Manuela.
Sempre aprendo um pouco sobre Portugal e suas cidades conhecidas, uma verdadeira viagem!

BeijooO*

Duarte disse...

Que delicia!!!...
Gosto imenso deste jogo de palavras, que não faz mais que recordar uns quantos feitos que muitos não logram recordar. Que pena!
Faz bem refrescar a memória e mais assim, como quem não diz nada, mas dizendo tudo, um primor. Parabéns.
Estou fora, mas noto certo descontento, como é que este indivíduo continue aí? Nas próximas eleições para a rua, que vá pra Póvoa!

Muitos ânimos e um grande abraço