«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

HÁ 45 ANOS NO AR «5 MINUTOS DE JAZZ»...

Isto é uma homenagem, claro!!! Foi com José Duarte, que aprendi quase tudo que sei sobre jazz, foi um grande guia para essa descoberta!



José Duarte, tem dedicado toda a sua vida ao jazz. Começou por ser o fundador do «Clube Universitário de Jazz», ao mesmo tempo que fazia na rádio o programa «O jazz, esse desconhecido», em 1958.


A partir daí sempre esteve e continua na divulgação do jazz, na rádio, na televisão e nos jornais. Os seus programas para quem gosta do género são seguidos religiosamente: «Cinco Minutos de Jazz», «À volta da meia -noite», «Abandajazz», «A menina dança?»,« Jazz com Brancas», na rádio e «Outras Músicas» e «Jazz a Preto e Branco», na televisão .


Foi membro da «International Jazz Federation» e do «International Critics Jazz Poll».


Publicou vários livros: «João na Terra do Jaze»; «Jazzé e Outras Músicas», «Cinco Minutos de Jazz» ; «História do Jazz» ; «Jazz, Escute e Olhe» ; «Poezz - jazz na poesia em língua portuguesa».


Fundador e Director da revista trimensal bilingue «O Papel do Jazz» e fundador e Redactor do site www.jazzportugal.ua.pt.


And so on…


O início do seu prograrma «5 minutos de Jazz» é fabuloso:  
«um dois… um dois.. três, quatro, cinco... cinco minutos de jazz… com a música de Lou Donaldson «Lou’s Blues»
Como não encontrei essa música deixo esta...



PARABÉNS JOSÉ DUARTE!!!!

13 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Formidável, Manuela!
Formidável!
Adorei o post, pois adoro jazz!
Para você ter idéia, meu pai, quando jovem, participou de uma banda amadora de jazz. E sabe quem, em viagem pela América do Sul, andou aqui pelo nosso interior paulista e deu algumas aulas de música para os componentes do modesto conjunto?
Ninguém menos que Booker Pittman...
Cresci ouvindo jazz...
Saudade!
Grande abraço, querida!

Glorinha L de Lion disse...

Oi Manu querida, tb adoro jazz! Meu irmão mais velho tem uma banda de mpb e toca tb jazz...adoro! Ele é advogado, mas toca como hobbie. Quantos gostos em comum, amiga! Beijos, te adoro, viu?

Bombom disse...

Parabéns ao JOSÉ DUARTE!
Parabéns Manú pelo teu post!
Fizeste-me recordar os bons tempos da minha mocidade em que ouvia o José Duarte. Como me lembro do Cinco Minutos de Jazz e do A Menina Dança?!!!
Foi com ele que aprendi tudo o que sei sobre Jazz, pois ele tornava acessível a qualquer um, esta linguagem musical e universal.
Bjs. Bombom

manuel marques disse...

Bonita homenagem.

Beijo.

Chica disse...

que lindo,Manu! Ótima escolha! Gostei muito de ver e ouvr!beijos,chica

Helena Castelli disse...

Minha querida Manuela... sempre me acariciando a alma com suas palavras.

Quanto ao filme o Cisne Negro... bom que me lembras-te... vi o trailler e achei lindíssimo... mas algo fez com esquecesse de ir vê-lo... vou procurar para alugar...

Beijos com carinho.

Lilá(s) disse...

Parabéns também pelo teu belíssimo post!
Bjs

Em@ disse...

Parabéns, claro. Também aprendi muito com ele.
beijo

Em@ disse...

e obrigada por o lembrares aqui, o que muito importante. beijo

Fatima disse...

Grande homenagem Manú!
Bjs.

Malu disse...

E que bela homenagem, Manu!
Pessoas grandes assim merecem nosso respeito e admiração.
Um grande abraço

Lilá(s) disse...

Bom post, e gostei do video
Bjs

Brown Eyes disse...

Não sou adepta de jazz,com a excepção de Louis Armstrong, que adoro ouvir, pouco conheço e por isso adorei receber as informações que aqui deixaste sobre este grande divulgador. Beijinhos