«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

ESTA «HISTÓRIA» DOS BLOGUES...

Este mundo da blogosfera tem coisas interessantes e outras nem tanto. É interessante partilhar conhecimentos, chamar a atenção para determinados assuntos, com um cunho pessoal, trocar ideias, personalizar o blogue com poesia e pintura…
Não é nada interessante, as pessoas de má índole que andam cheias de perversidade na rede e que actuam pela provocação, perseguição, plágio…
Relativamente aos seguidores não sei como se pode estar em contacto com tantos seguidores, só um pequeno número tem afinidades connosco, mas esse pequeno número acaba por fazer falta no dia-a-dia.
Há pessoas que visitam e deixam assim umas palavrinhas, do género, «gostei muito», «muito bem», «beijinhos» e parece que só aparecem para ter um reembolso. É sempre para mim difícil, pela falta de tempo, escrever em todos os blogues, até os visito, mas posso comentar ou não, mas se comento não me limito a palavras breves, noutros casos que posso comentar se o blogue não suscita comentário?


UM BLOGUE, ATÉ PODE SER UM VÍCIO, MAS OCUPA O PENSAMENTO, O TEMPO PASSA RAPIDAMENTE E É ALGO QUE TAMBÉM DE FORMA INEXPLICÁVEL, ENTRA NO CAMPO DOS AFECTOS. NESTE BLOGUE CATIVEI REALMENTE PESSOAS MUITO INTERESSANTES E APESAR DE MAGOADA COM CERTOS PROCEDIMENTOS DESAGRADÁVEIS, DECIDI ABRI-LO.

16 comentários:

Cris França disse...

Querida amiga,

sabe, eu também ja pensei em fechar o Canto no passado, hoje fico feliz que não o tenha feito, isso que estais sentido , creia, faz parte de todos nós, mas, o que vale mesmo são as boas sementes do caminho. muito bom poder ler vc. um beijo enorme e muita luz !

Sandra Botelho disse...

Sabe, quando decidi abrir meu blog, foi por influencia de uma amiga.
Estava deprimida e triste demais
ela me disse que seria uma terapia.
Se visitar meus primeiros posts vai ver quanta dor eu sentia e quanta solidão.
Fui escrevendo tudo que sentia e sonhava.
Foi como um alivio prá alma.
Olha amiga, já sofri com pessoas mal intencionadas e comentarios maldosos, mas não me importo, são pessoas infelizes e amargas e esse tipo de gente quer longe de mim.
Então sigo e como vc escreveu, aqui fazemos belas amizades.
Me perdoe se algum dia fiz um comentario evasivo, as vezes gosto tanto que fico sem palavras para me expressar. Então escrevo a unica coisa que sinto no momento. que achei lindo, e quando digo isso é de coração, viu?
Gosto do teu blog de verdade e sinto que vc é uma pessoa especialissima.
Bjos no seu coração e tenha dias lindos.

Paula Raposo disse...

Eu sou muito sintética nos meus comentários. Já ando por aqui há quase 5 anos e quem me conhece sabe que é assim. Visito quem gosto e com esta possibilidade de ser seguidora, sempre que existe um post novo, é bem mais fácil, do que andar a ver todos os blogs de que gosto e não existir post novo (como dantes fazia).
Aqui, como na vida real existe gente interessante e outra que não interessa a ninguém. Plágios e má fé, também.
Beijos.
Beijinhos.

Manuela Araújo disse...

Manuela

Antes de mais um bom ano para si.
Ainda bem que resolveu "reabrir" o seu blogue, porque o considero uma mais valia para a blogosfera.

Tenho apenas uma observação a fazer a este seu texto.
Quando tenho tempo, faço os possíveis por visitar os blogues de que gosto, sobretudo se os temas me chamam a atenção. Por vezes não comento, por vezes faço comentários mais extensos, e noutros casos apenas deixo umas poucas palavras, exactamente como disse, do género "gostei, ou "gostei muito". Se comento muito, pouco ou nada, pode ter a ver com o teor do "post", ou com a minha disposição no momento para escrever, ou mesmo com o tempo de que disponho.

No entanto, a maioria das vezes que deixo um comentário curto tem como objectivo dar um incentivo ao autor do "post", querendo dizer "continue que vale a pena", ou mesmo querendo dizer "passei por aqui". Não é para ter reembolso.

Perdoe a opinião diferente, mas penso que tinha de a formular.

Um beijinho

Austeriana disse...

Manuela,
Tenho vindo até aqui e não tenho conseguido. Apareceu-me sempre uma mensagem que refere que a página solicitada não existe.
Hoje, verifico que já está operacional e adivinho, pelo post, que houve algum problema.
Mantenho o meu glogue desde Maio do ano passado e também já tive experiências desagradáveis como a de manter liberdade de comentários, sem crivo. Apareceu-me um idiota com mensagens nojentas e lá tive que retirar os comentários do tal tarado e colocar supervisão.
Também concordo consigo quanto à impossibilidade de manter afinidades com cem ou duzentos seguidores. Todavia, sigo alguns blogues com centenas deles e raramente comento. A razão é simples. Trata-se de artistas gráficos 8ou de outra área que gosto) com posts belíssimos e parece-me redundante estar a escrever sempre o mesmo comentário. Visito-os principalmente pelo prazer de apreciar os trabalhos, de os ler, de ver a última publicação. Muitas vezes, isso até é um estímulo para raciocinar sobre determinado assunto e publicar um post no meu blogue.
Por outro lado, às vezes, enquanto blogger, gosto de ter feedback sobre o que público, mesmo quando é só um «gostei muito», principalmente quando quem o diz já antes teceu comentários interessantíssimos noutros posts. Tudo depende das circunstâncias. Só conheço dois dos seguidores do meu blogue. Mas prezo muitíssimo alguns cuja identidade desconheço e de quem tenho a certeza de que podia ser amiga, se conhecesse.
Seja o que for que lhe aconteceu - e o que vou dizer a seguir não é um conselho pois nunca os dou (trata-se apenas de uma opinião) - comente, publique e diga o que verdadeiramente a move. Há gente tola em todo o lado e a blogosfera não é excepção.
Desculpe o alongamento do comentário.
Um beijinho e um muito bom 2010!

Dulce disse...

Manuela

Devo concordar com seu texto, porque sinto a mesma coisa com relação aos seguidores, muitos deles tornam-se amigos, leitores, sempre presentes e participantes (ainda que com um bom dia), outros deixam apenas uma mensagem impessoal...
Mas tenho convivido com pessoas incríveis por aqui, tenho tido momentos de ternura e afeto determinados pela amizade que vai nascendo entre um e outro leitor, por isso priorizo meu blog entre meus afazeres diários, por isso abro minha alma para quem aqui chega. Acho que exatamente como você.
Beijos

Maria disse...

Daí a tua ausência... tinhas o blogue fechado!
Confesso que tenho os blogues todos no 'reader', e visito-os quando acusa novo post. Porque o tempo tem de ser bem gerido...
Estou de acordo com o que dizes, há pessoas que... mas também não seria capaz de pegar num texto (ainda que pequeno) e fazer copy/paste nos blogues que visito só para desejar um bom ano...

Enfim, é bom teres (re)aberto o blogue. Fazes falta.

Um beijo

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Concordo com tudo o que escreveu. Por vezes, parece que só é vivo quem comenta. Se comentasse em todos os blogs que visito diariamente, não faria outra coisa na vida.
A verdade, porém, é que gosto que quem visita o meu CR deixe comentários. É tudo uma questão de perspectiva. O importante é saber que as pessoas me visitam e, quando olho para o sitemeter, sinto um grande prazer, Apesar de ter aberto o CR sem pensar se ia ter muitos ou poucos viistantes. Para mim o importante é ter um espaço aberto onde escrevo o que me dá na real gana. .
Pois, esta história

Manuela Freitas disse...

Queridas Amigas,
Ser lembrada neste mundo imenso da blogosfera é agradável e eu de facto sentia saudades deste intercâmbio, ainda bem que apareceram e me fizeram feliz.
Registei todos os vossos pareceres e todos foram úteis, afinal neste mundo virtual todos temos histórias menos agradáveis, mas de facto é compensatório as «lindas» pessoas que fui encontrando por aqui e a cultura e a inteligência de que as mesmas são dotadas.
Uma determinada experiência deixou-me amarga demais e exagerei.
Eu sei que o tempo não é igual para todos e concordo com a Manuela Araújo, por quem aliás tenho uma grande admiração. Dedica o seu blogue à causa ambientalista. Se não conhecem devem visitar o blogue «Sustentabilidade e Acção».
Agradeço as vossas palavras, os conselhos, o tempo que me dedicaram.
Beijinhos,
Manuela

Elaine Barnes disse...

Olá!Que bom que voltou! Eu sempre falo mais que a boca rs...Creio que todo mundo se aborrece com isso. Eu fico horas (meu pc é a manivela)respondo a todas as visitas e depois sigo o painel e vou um a um comentando. Chego a visitar de 30 a 40 blogs que na maioria não me dão a mínima. Faço 10 visitas seguidamente para ter a certeza e não recebo nenhuma, então, fiz um relatório de todos que visito e todos que retornam e esse ano deixei de ir. Minha intensão com o meu blog é aprender a escrever e ordenar as coisas da minha mente.Se não houver troca também não quero mais e nem preciso de provar nada a ninguém.Qdo tiver um tempinho e disposição irei deletar as pessoas que só entraram no meu pra eu ir no delas tb e encherem de fotinhas seus blogs. Isso nada tem a ver comigo. Prefiro ter os que dão valor a gente. Que se importam de verdade e são excelentes amigos virtuais.Também não volto ao post de quem responde no próprio blog,portanto,não sei se responderam meu comentário.Você volta no post anterior da pessoa? Eu, nunca! O negócio é dar poder para quem está conosco e não para quem não está.Fui bastante insistente,pelo menos 8 meses insistindo com quem não vem no meu.Agora chegou. Sintonia é tudo.Vamos ficar com a nossa! Obrigada por ter voltado. Conte comigo! bjão

Glorinha Leão disse...

Manu, que bom tê-la de volta com sua Luz!
Que ela brilhe intensamente...ilumine a todos os que te gostam e que dê um pouco de luz aos imbecis, que sem nada pra fazer, insultam os outros, verdadeiros idiotas do cyber espaço.
Hoje recebi um extenso comentário cheio de impropérios, que não pareciam dirigidos a mim, pois nada tinham a ver com o que escrevi...eram palvras de baixo calão, palavras feias, parecia que a "coisa" que escreveu aquilo tudo estava endemoniada, não dizia coisa alguma inteligível...só barbaridades...imagino o que vc sofreu com imbecis desse tipo...gente que em vez de arrumar uma ocupação saudável ,se masturba, com certeza, enquanto dirige abominações a quem nem conhece!
Mas, não percamos nosso iluminado e luminoso tempo com tipos assim...que se explodam com seu ódio....
Agradeço seu comentário tão carinhoso...vc sabe á falta que os pais nos fazem...quanto ao sofá, agradeço imenso a gentileza, mas quando for aí, te visitar, fica despreocupada, que ficarei num hotel, mas nos veremos, com certeza!
Grande beijo, mimha querida, ter sua Light de volta foi a melhor notícia do dia.

Carlos Albuquerque disse...

Quando há pouco abri o meu blog, e vi que havia regressado, senti uma alegria muito grande! O LIGHT era, e continuará a ser, um bom companheiro.
Saúdo este reencontro. Ainda bem que voltamos a estar juntos.
Quanto ao que escreveu,estou de acordo,embora entenda que um comentário curto, no estilo só uma passada para dizer bom dia, não vise sempre o reembolso...
Nunca fui alvo de comentários desagradáveis, de plágio sim. Já encontrei trabalhos meus editados, na íntegra, em blogs que por acaso encontro (sou viciado na viagem blogosférica!). Entro, deixo o meu desagrado de forma cortês. Na volta, nada, nem uma palavra! Magoa-me, entristece-me! Os textos publicados no meu blog são, esmagadoramente, de minha autoria. Raramente recorro a trabalhos (poesia e prosa) de autores editados. Quando o faço refiro os indispensáveis créditos.
Porque vou encontrando peças de que gosto noutros blogs, publico-os no meu, pedindo aos autores prévia autorização. Obtida a anuência especifico procedências e autorias. Para tal efeito tenho um espaço a que chamo Interagindo na Blogosfera.
Não só trabalhos do blog têm sido plagiados. Alertado por amigos, já encontrei três capítulos dum livro meu em blogs!
Desculpe se me alonguei. Fi-lo apenas para que não desista do LIGHT. Ele é, repito, um bom companheiro e faz-nos falta!
Beijinhos

as-nunes disse...

Manuela

Digo-lhe com toda a franqueza, seria uma pena abandonar ou fechar o seu blogue.

Pelo que li e pela sua postura neste meio social, virtual mas social quanto nós formos capazes de o ser. E a Manuela tem-se mostrado bastante sociável e os seus posts cativantes.

Mas é como diz. Por muito que se tente induzir a ideia que o nosso sítio tem muitos (centenas, às vezes)visitantes, podemos ter a certeza que isso só é possível se estivermos permanentemente presos ao computador, a escrever exclamações, muitas vezes, a fazer só copy/past de um textozinho para marcar presença.

E um blogue não deve ser isso. Um blogue deve ser muito mais que isso. Devemos fazer o nosso melhor com vista a que seja muito simplesmente, o espelho das nossas vidas, se é essa a sua finalidade.
Talvez que possamos transmitir a outras pessoas alguns conselhos, partilhar bons e maus momentos, conhecimentos, aprender, aprender muito.
Posso dizer-lhe que em 5 anos que tenho de blogue, me sinto como se tivesse percorrido muitos anfiteatros de várias Universidades.

Acima de tudo devemos ser originais sem perder autenticidade.

Um Bom Ano para todos os que acaso lerem este texto ao toque duma meia-noite, depois de ter assistido a um concerto de música de Strauss e de apreciar um extraordinário grupo de bailado clássico a acompanhar.O "Strauss Ballet Ensemble" com as bailarinas a recriar com vestidos vistosos as mais famosas valsas de Strauss.
Aquela voz extraordinária da solista, cujo nome não me ocorre neste momento, enxeu o coração dos presentes da mais profunda sensação de harmonia e magia.

Trata-se do Strauss Festival Orchestra.
Uma maravilha num serão bem passado.

Hoje em Leiria.

António

Ana Paula Sena disse...

Olá, Manuela :)

Reparei hoje que o Light estava activo! Os meus parabéns pela decisão de reabri-lo, com a qual concordo inteiramente. De resto, já tinhamos sentido a sua falta :)

Faço minhas as palavras e a opinião da Austeriana: um blogue só faz sentido como espaço de afirmação pessoal, ainda que respeitando sempre os outros.

Um beijinho grande!

P.S. - A blogosfera reflecte o mundo tal como ele é. Pode por isso tornar-se lugar de uma enorme aprendizagem.

Nes disse...

Hola Manuela, hoxe volvin a entrar no meu blog e lebeime a maior alegria posible, e esa foi ver o teu blog de novo vivo, eu era para meter unha entrada dedicada a ti no meu, non no farei por que agora non ten sentido, estou moi contento da tua volta, un biko.

G I L B E R T O disse...

Manuela

Não somente sofremos com este tipo de gente por tí descrita, infelizes e maldosas, na nossa vida comum, quotidiana, elas também existem às pencas!

Existem pessoas que não conseguem fazer brilhar sua estrela pessoal, minha querida amiga, então, o que fazer? Atiram barro na estrelas dos outros, que brilham, que brilham, que brilham... é bem mais facil, para estes, puxar o tapete que tecê-lo!

Também concordo que não dá para seguir a todos, o tempo é pequeno, meu PC por exemplo é velho e tem blogues de amigos que demoram um tempão para carregar. Que faço? Sigo aqueles que realmente me identifico, que me dão prazer de ler de estar junto, assim como o teu, que é um blogue que tem uma alma profundamente inteligente!

vivo com nel mezzo del cammim já vai para tres anos, sempre escrevi, e sempre escreverei, ele ajuda-me a tornar publico meus escritos e poemas. Nel mezzo del cammim se tornou parte de mim, me tornei parte dele e a gente vive assim, fazendo amigos e cultivando afetos.

Não temos preocupações, nem eu e ele, com número de seguidores, quero a qualidade destes, e neste ponto, estamos bem servidos, queremos ser felizes (e o somos!) e queremos (eu e nel mezzo del cammim) fazer, se possivel, nossos amigos felizes também!

Um beijo em seu coração, amiga Manuela!

Estejas bem neste dia e em todos os demais!