«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

RECORDAR ASTAIRE, GINGER ROGERS, GENE KELLY...

Fred Astaire, foi sem dúvida um grande bailarino, que foi admirado por lendas da dança do século XX: George Balanchine, Mikhail Baryshnikov, Margot Fonteyn, Bob Fosse, Gregory Hines, Rudolph Nureyev, Michael Jackson, Janet Jackson e Bill Robinson. Balanchine descreveu-o como «o mais interessante, o mais inventivo, o mais elegante». Para Baryshnikov era: «um génio ... um bailarino clássico como eu nunca vi na minha vida».
Astaire foi nomeado o quinto Greatest Male Star of All Time pelo American Film Institute.

FRED ASTAIRE (1899 - 1987)

Dotado, desde a infância, de um grande talento, Fred Astaire, cujo verdadeiro nome era Frederick Austerlitz, triunfou nos cenários da Broadway e alcançou fama internacional. O seu estilo caracterizava-se por uma peculiar agilidade, confirmada pelos seus evidentes dotes artísticos. Formou uma dupla frequente com Ginger Rogers em vários filmes (entre os quais Swing Time), e também com outras estrelas de renome, como Rita Hayworth. Em 1949, recebeu um Oscar especial pelas suas contribuições no âmbito do género musical.


GINGER ROGERS (Virginia Katherine McMath) - 1911-1995
Foi uma premiada actriz/dançarina/cantora do cinema e teatro.
Começou cedo a sua carreira e na década de 1930, conheceu Fred Astaire e com ele fez dez filmes musicais, tornando-se uma das suas mais célebres parceiras.
Em 1941, recebeu um Oscar de melhor actriz pelo seu papel dramático em Kitty Foyle. Fez quase 100 filmes entre musicais, comédias e dramas.

GENE KELLY (Eugene "Gene" Curran Kelly) - 1912 — 1996
Dançarino, actor, cantor, director, produtor e coreógrafo.
Iniciou bem cedo sua carreira na Broadway, com uma aparição no espectáculo «Leave It To Me», de Cole Porter.
Ao lado de Fred Astaire, Kelly foi um dos expoentes enquanto os Musicais eram o estilo preferido de Hollywood. O seu trabalho mais conhecido, verdadeiro clássico dos musicais, é «Serenara à Chuva», do qual também foi director.

(Os filmes de estes bailarinos passavam frequentemente na televisão em determinada época, vi-os fascinada pelas «proezas» fantásticas no campo da dança, porque relativamente ao argumento eram bem fraquinhos)

2 comentários:

Cris França disse...

Manu, se amas os clássicos não pode perder o Blog da Junia Lemos, o Vintage Blog e o Aconteceu naquela noite, são execelentes. bjs

Regina disse...

Querida Manú,

Que post bonito!! Bela e merecida homenagem!

Beijo!!