«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




terça-feira, 26 de janeiro de 2010

RIFÃO QUOTIDIANO - MÁRIO HENRIQUE-LEIRIA

Tinham apagado as luzes. As pessoas estavam suspensas. Um foco de luz acendeu-se. Ele entrou de roldão, de grande sobretudo, descalço, umas botas enormes na mão. As pessoas de imediato riram, as pessoas de antemão estavam conquistadas! De história a história o entusiasmo era crescente e ele fixava as pessoas, com aquele seu jeito de cumplicidade «malandra», e fixou-a. O foco de luz caiu sobre ela, corou! Sentiu-se mal em destaque e com aquele casaco às flores. Sentia-se saída da «aldeia da roupa branca», às flores! De olhos fixos ele disse-lhe:


Uma nêspera
estava na cama
deitada
muito calada
a ver
o que acontecia
chegou a Velha

e disse
olha uma nêspera
e zás comeu-a
é o que acontece

às nêsperas
que ficam deitadas
caladas
a esperar
o que acontece

MÁRIO VIEGAS disse: CONTOS DE GIN-TÓNICO, de Mário Henrique Leiria.

3 comentários:

Regina disse...

Manú, tudo que não usamos, fica em desuso, enferruja, apodrece!!

Grande beijo!!

Maria disse...

O Mário Viegas era fantástico. A nêspera dita por ele também...

Um beijo.

Maria Josefa Paias disse...

Manuela,
Muito obrigada por me ter relembrado disto, que não conseguia atribuir a Mário Henrique-Leiria. Na minha cabeça ficam mais facilmente as extraordinárias interpretações de Mário Viegas.
Beijinho.