«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




sexta-feira, 15 de outubro de 2010

CAUSAS

Estive a ver o que escrevi aqui durante a semana que está a acabar e verifiquei que o vector foi «causas». Independentemente de tudo eu sou uma pessoa preocupada com o mundo em que vivo.
Comecei a semana com o DESPERDÍCIO ALIMENTAR, considero que é uma questão que devemos ter em atenção até mesmo nas nossas casas, deitar fora comida é vergonhoso, quando sabemos quanta gente morre de fome! Escrevi também sobre o SUPÉRFLUO que temos em casa e que pode fazer falta a outras pessoas. Pelo meio inseri o pintor brasileiro Portinari que também foi um homem de «causas». Escrevi sobre a situação dos DEFICIENTES e da necessidade de os inserir na sociedade. Abordei a situação dos mineiros no Chile e a alegria que muitos tiveram, constatando que os VALORES HUMANOS são essenciais na vida e como operações consertadas podem fazer «milagres. Também ao ler um caso sobre RECICLAGEM que me espantou pela positiva o inseri aqui. A propósito lembro-me daquele principio de Lavoisier, aprendido na escola há anos: "NA NATUREZA, NADA SE CRIA, NADA SE PERDE, TUDO SE TRANSFORMA."

 
Hoje resolvi acabar a semana, escrevendo sobre VIOLÊNCIA DOMÉSTICA, alertada por uma notícia, que informava que a GNR tinha indicado um aumento de 12% no primeiro semestre deste ano e no distrito do Porto o aumento tinha sido mais expressivo, chegando aos 20%.



Os factores positivos são que há uma maior sensibilização social para o fenómeno e menos receio das vítimas em exporem a situação, disse o coronel Albano Pereira da Direcção de Investigação Criminal da GNR, no seminário «A Violência Doméstica em Grupos Especialmente Vulneráveis», promovido pelo Comando Territorial do Porto.


Existe uma unidade especializada na investigação da violência doméstica da GNR, com 267 núcleos/equipas espalhadas pelo país. Segundo Albano Pereira: é urgente um reforço na capacidade de resposta em crimes contra idosos e deficientes e a consolidação de outros projectos, como por exemplo, Escola Segura .


Sobre as razões do aumento da violência doméstica, João Lázaro (Secretário-Geral da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima) foi abordado sobre questões sociais difíceis, como o desemprego (Porto com percentagem alta) e disse: não se pode dizer que haja uma relação causa-efeito, a violência doméstica não acontece apenas em cenários de pobreza. È claro que a crise económica pode ser propícia a determinadas situações, mas não explica tudo. E mais não disse!

13 comentários:

Brown Eyes disse...

Para mim existe uma relação de causa e efeito não se podem esquecer que problemas monetários não têm só os pobres. Se ouvirem as noticias está muita gente com a corda ao pescoço e gente que tem vencimentos muito bons, portanto...Quem paga? A família. Beijinhos

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Muito bem levantada a causa de um dos mais trágicos e tristes aspectos sociais. A violência no lar.
Mulheres que sofrem caladas, homens fracos que descontam sua frustração na esposa e filhos...

é um dado preocupante saber que a violência aumenta devido os problemas da vida moderna. Desemprego, falta de dinheiro, etc, a mulher pagando o alto preço pelos problemas de um homem.

é de chorar...

Beth/Lilás disse...

Bom dia, Manú querida!
É verdade, militastes por várias causas esta semana e veja só como isso traz felicidade em constatarmos.
É tão bom ter cabeça para pensar, achar soluções, debater temas.
Este último caso que nos conta é espantoso e preocupante. Aqui no Brasil, apesar de ainda existir muito este tipo de violência contra a mulher, pelo menos algo foi feito que é a lei Maria da Penha que tem ajudado a proteger as mulheres que recorrem.
Espero que isto tenha uma atenção especial das autoridades para que não vire uma crescente.
E hoje, a minha causa é global, estamos falando sobre a água e sua importância e preservação no universo. Passe por lá também e engaje-se nesta causa.
um beijo grande carioca

Glorinha L de Lion disse...

Oi Manu, muito boa a tua série. E muito atual esse tema, a violência domestica. Aqui no Brasil temos a Lei Maria da Penha, que felizmente, é levada muito à serio sobre mulheres que sofrem maus tratos físicos dos maridos. E uma das leis que funcionam em nosso país. Mas e as violências contra as crianças, os idosos? Isso tb é muito sério e ainda não há uma lei para isso. Mas caminhamos para que haja. ótimo tema e bem elucidativo beijos amiga.

Pedrasnuas disse...

E REMATASTE COM UM GOLPE DE GÉNIO. AS CAUSAS...EXCTAMENTE...FORAM AQUI TRATADOS ALGUNS TEMAS ACTUAIS E PERTINENTES. O DESPERDÍCIO ALIMENTAR FOI UM DELES...E NÃO É SÓ PORQUE EM OUTRAS PARTES DO GLOBO EXISTE MUITA FOME,É PORQUE DEVE-SE TER RESPEITO PELO TRABALHO E PELO QUE SE PRODUZ E DEVE-SE CONSUMIR APENAS AQUILO QUE SE PRECISA.
O SUPÉRFLUO É IGUALMENTE SABER PARTILHAR COM OS OUTROS O QUE TEMOS EM EXCESSO E NÃO PORQUE ESTÁ VELHO, NÃO SERVE OU NÃO GOSTAMOS...OS DEFIFICIENTES É A SOLIDARIEDADE , O RESPEITO PELA DIFERENÇA... A INSERÇÃO
NA SOCIEDADE...
OS VALOREW HUMANOS,É O PREÇO DE UM ABRAÇO NO FINAL DE UMA MISSÃO COROADA DE ÊXITO...
FAZ A RECICLAGEM QUEM TEM CONSCIÊNCIA, PENSA NUMA VIDA SAUDÁVEL,MAIS FELIZ E MAIS LIMPA PARA OS SEUS E PARA OS OUTROS...
A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA NÃO É MENOS IMPORTANTE,É MUITO PREOCUPANTE...PORQUE HÁ QUEM ESQUEÇA QUE SÃO OS FILHOS DESSAS MÃES E PAIS QUE ASSISTEM A CENAS MUITO DEGRADANTES E VÃO PARA A ESCOLA...DEPOIS DIZ-SE QUE AS CRIANÇAS É QUE SÃO MÁS, QUE SÃO ISTO E AQUILO...E CADA VEZ É MAIOR O NÚMERO DE CRIMES DOMÉSTICOS...E NATURALMENTE QUE SÃO AS CRIANÇAS AS PRIMEIRAS VÍTIMAS E AS MULHERES.ISTO SEM FALAR NAQUELES CASOS QUE NINGUÉM SABE...
A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA EXERCIDA SOBRE AS MULHERES E CRIANÇAS DEVIA SER PUNIDA POR LEI.HÁ LIMITES PARA TUDO,ATÉ PARA EXIBIR O AUTORITARISMO...E A TIRANIA

BEIJINHOS MANÚ...

Socorro Melo disse...

Oi, Manu!

É uma pena, uma lástima mesmo isso, né? Aqui também acontece o mesmo. São assustadores os números, e as maiores vítimas são, com certeza, as mulheres e as crianças. No meu entender, as causas, que não ignoro que existam, são mais acentuadas pela falta de amor entre as pessoas, pois, quando se ama, os problemas, as crises, são desafios para a família, e não motivo de violência. É isso que penso.

Beijos
e bfs
Socorro Melo

manuel marques disse...

As causas não determinam o carácter da pessoa, mas apenas a manifestação desse carácter.A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta, é sempre uma derrota .

Beijo e bom fds.

Laura disse...

Às vezes é apenas pura maldade do homem que se pensa superior a todos, outras são as desarmonias nos casais que deviam separar-se mas a vergonha da familia filhos etc, vizinhos, o nosso Povo nesse aspecto é muito envergonhadinho... outras é a falta de pão no lar e atrás lá vem mais uma, é triste, acredita que não sei o que siso é e ainda bem, não sei se aguentaria a violência, mas as mulheres que a têm na sua vida,estão aqui para contar, até um dia!

e os próprios policias batem nas mulheres em casa, os médicos, engenheiros, ou seja não há profissão especifíca, é tudo uma cambada de alcóolicos ou de homens maus, e nada fazem para mudar, continuam a ser policias e médicos enfermeiros etc etc...quem devia ser sensibilizado é esse mesmo cidadão...concordas? É por eles que se devia começar e já! e elas deviam fazer queixa numa entidade que nada tivesse a ver com o trabalho de policia por exemplo, achas que eles apresentariam a queixa?

Pssa lá há passeio em todo o terreno! eu prefiro brincar que o dia a dia já é pesado em demasia...

um beijinho da laura

Zélia Guardiano disse...

Semana excelente!
Cada postagem melhor do que a outra.
Tens razão , Manuela: é preciso preocupação com o mundo em que vivemos, com o mundo que nos cerca!
Adoro vir aqui.
Grande abraço, amiga.

Deia disse...

Mais não disse porque de fato não se explica por classes sociais a violência doméstica, não é mesmo? Lares dos mais diversos sofrem calados, mulheres e filhos. Há ainda a agressão branca, que são os xingamentos e a tortura psicológica. Esses sequer entram nas estatísticas... Um beijo, Deia.

anamar disse...

Casa aonde não há pão...
Bom fim de semana
Ana

Isadora disse...

Oi Manuela, importantes alertas e orientações você fez ao longo da semana.
É importante que questões com essa citada (e que no meu entendimento nada, absolutamente, nada justifica) sejam faladas, para que possam ser expostas pelos agredidos.
Um beijo

Fatima disse...

Pelo menos uma em cada três mulheres no mundo é ou já foi espancada ou abusada sexualmente. As estatísticas não param por aí e mostram que, apesar de todos os avanços femininos na luta por seus direitos, ainda estamos longe do fim do patriarcalismo

Excelente postagem Manu!
Bjs.