«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




quinta-feira, 28 de outubro de 2010

IRISES IN MONET'S GARDEN - CLAUDE MONET (1900)

Para mim este quadro é uma explosão de cor e é uma grande explosão de vida! Lembrei-me quando era miúda, que tinha o meu canteiro e como isso me encantava e entretinha! Brincava com o «milagre» de plantar umas sementinhas, coisas de nada e mais tarde ver surgir um caule débil, que se enchia de folhas e um dia aparecia uma flor, que era para mim uma festa!

Ao ver este quadro, não consigo de todo abstrair-me, a sua contextualização de imediato surge à minha cabeça, quando se estuda um bocado de história de arte é natural que isso aconteça. Deste modo revejo todo o movimento impressionista, Monet e Impression, soleil levant, um dos seus quadros, que deu nome ao movimento.

Porque pintou Claude Monet tantas flores? Era um apaixonado pela Natureza, pela sua luz e cor. Na sua casa em Giverny, tinha belos jardins (casa e jardins podem ser visitados), com grande profusão de cores, pela mescla de uma grande variedade de flores, em camadas de flores simples e de variedades mais raras, diferentes em cor e tamanho, criando assim uma extensão volumosa, um fascínio visual. Os seus jardins eram divididos em duas partes, contrastantes e complementares, a um jardim invulgar, outro surgia ainda mais invulgar, um jardim japonês, onde uma pequena ponte, atravessava o riacho que por ali passava, cheio de nenúfares. En plein air, Monet, um dos maiores ilusionistas do impressionismo, pintou flores e a fluidez e transparência da água, em rápidas pinceladas, que de perto pareciam uns borrões, mas de longe tinham a nitidez precisa e fascinante de alguém que mergulhava na natureza como um deus, em diferentes horas do dia e em épocas diferentes do ano. Seus olhos não aguentaram tanta exposição ao sol!

MOVIMENTO IMPRESSIONISTA AQUI 

CLAUDE MONET – AQUI  


Blogagem Coletiva proposta pela amiga Glorinha de Leon do Blog Café com Bolo, intitulada "Minha idéia é meu pincel"

34 comentários:

António Rosa disse...

Manuela,

Gostei da sua participação na blogagem da Glorinha. Todos nós nos identificamos com este tema tão ligado à natureza.

Parabéns.

Abraço,

António

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Manu. Qdo eu vi esse quadro pela primeira vez, me veio a mente meus tempos de criança tb... brincar no jardim, na fazenda de minha avó, os campos floridos...as glicínias e íris.

lindo texto!
bom dia

Zélia Guardiano disse...

Post muito lindo!
Sendo apaixonada por Monet, estou simplesmente encantada, tanto com o texto quanto com a tela.
Parabéns, Manuela!
Parabéns, Glorinha!
Abraço

Brown Eyes disse...

Manuela vi esse mesmo quadro publicado num blog terça feira. É lindo, inspira paz. Beijinhos

Chica disse...

Muito legal ver as participações, cada uma com enfoques diferentes...beijos, linda a tua,chica

Siala disse...

Eu sempre adorei Monet...fiz dois trabalhos sobre ele e a sua arte na Universidade :)
Namasté!

anamar disse...

Manuela, que vontade de ir até Paris...
Abençoado(s) artista(a)...
Abracinho
Ana

Astrid Annabelle disse...

Manú querida!
Linda a sua participação!
Quem não se emociona diante de uma obra de tamanho quilate!
Eu tive o prazer de conhecer os Jardins de Monet...
Adorei lembrar as sensações.
Um beijo grande
Astrid Annabelle

Valéria Sorohan disse...

Esse seu olhar artistico é incrível. Como gostaria de ter pensado nisso. Achei sensacional esse post. Acho que é o Octávio Paz quem diz que a beleza está no olho de quem vê. Não tenho certeza se é ele mesmo. De qualquer forma, eu acredito muito nisso. O impressionismo está em nós. Tudo está em nós.

BeijooO*

Eliane disse...

Manu, Tenho comentado pouco por aqui, mas tenho sempre vindo te espiar,Fiquei contente com sua ultima visitinha. A Glorinha é mesmo especial não é, só ela pra ter essa ideia dos quadro, estou lendo cada coisa bonita e vc caprichou !!!! Gostei do teu texto ficou leve e aprendi mais um pouquinho hoje. Beijos de sua amiga do Brasil.

Contos e Encantos num Canto do Mundo... disse...

Manuela, como vai? Monet é maravilhoso!!! De encher os olhos e o coração... A natureza sempre nos presenteia com telas vivas e multicores. Portanto, é nosso dever cuidar muito bem dela!!! Belo, minha amiga, o que postou aqui, neste teu canto tão encantador... beijoca, Lu...Ü...

Misturação - Ana Karla disse...

Bom dia Manu, apesar de conhecer pouco sobre artes, já consigo identificar Monet(risos).
Essa tela realmente é uma explosão, onde a mente anda muito para alcançar.
Muito bacana a tua participação e vou seguir suas dicas.
Xeros

Beth/Lilás disse...

Amiga Manú!
Adorei ver por aqui sua explanação tão suscinta e bem feita da obra de excelente artista!
Também mergulhei nestas impressões que ele causou e me perdi nos sentidos de tão lindo jardim.
bjs cariocas

Fatima disse...

Oi querida!
Muito linda sua postagem!
bjs.

Nilce disse...

Estou adorando esta proposta da Glorinha.
É realmente uma viagem entre as flores de Monet.
Gostei muito da sua participação Manu.

Bjs no coração!

Nilce

Isadora disse...

Manu, com certeza a imagem desse lindo jardim nos remete a crianças correndo, brincando felizes com sorrisos abertos.
Um artista que além de ter o dom da pintura, tinha esse dom por plantar e fazer florescer belas flores.
Um beijinho

pensandoemfamilia disse...

Falar sobre o que Monet nos inspira é delicioso. A sua participação está ótima.
bjs

Socorro Melo disse...

Oi, Manu!

Que bela lição de arte! essa blogagem está maravilhosa, linda, literalmente.
Seu texto está ótimo, nos levando a sonhar com os jardins coloridos da casa de Monet. Como bem disse, o dom o torna um deus da natureza, diante da riqueza dos detalhes que são apreciadas em sua obra.

Um grande abraço
Socorro Melo

Glorinha L de Lion disse...

Minha querida, amada amiga Manu! Além de seres uma mestre da escrita, o és tb em história da arte! A cada dia surpreendo-me mais com meus amigos maravilhosos que fiz aqui na blogosfera!
Esta tela é isso, explosão de cor, de luz, de sentimentos felizes. Impossível ter maus sentimentos, pensar em coisas ruins ou em gente má quando se vê uma beleza destas!
Acho que muita gente deveria olhar um Monet todos os dias ao acordar. Quem sabe seria uma boa terapia para uma alma doente?
Acho que andaram copiando minha blogagem cara amiga...mas quem precisa andar atrás de boas ideias é pq não as tem. Beijos amigamada! Linda participação. Obrigada!

Laura disse...

Uma explosão de cores e alegria, dá vontade de passar por ali, pé ante pé, levar uma merendinha, um livro, e passar uma belíssima tarde a apreciar os quadros dele, para siso podemos ir aos seus jardins, eis um pintor que gostava de cores e mais cores e no fimes aia lindo.

Um beijinho da laura

manuel marques disse...

Sensibilidade á flor da pele neste teu texto.Brilhante*****.


Beijinhos.

laura disse...

Cá estou de novo sentadinha no teu jardim Monet, ah, deixa-me respirar o suave perfume deste fim de tarde, recostar a cabeça na velha árvore que dá sombra e luz, e sentir que é tão belo quando há seres de Luz que comungam dos mesmos sentimentos, e que queremos dar a mão à amizade, à ternura ao amor...

Obrigada por este bocadinho sem palavras mas com sentido.

Um dia quem sabe, teremos a grata surpresa de nos encontrar e será como sempre é, seremos Amigas para toda a vida, se já o somos!.

Um grande e apertadinho abraço cheio de ternura, da laura

Luma Rosa disse...

Não sei se foi o sol que prejudicou a visão, acho que apenas abreviou o problema que tinha. Falo isto porque conheço de perto a doença - Degeneração macular. Enfim, Deus dá olhos a quem quer ver! Pois que tem tantos com visão 100% e não conseguem fazer um borrão!! Ah, a cozinha de Monet, você a visitou? Adorei suas "impressões" e saber da contextualização da obra por quem estudou História da Arte. Beijus,

Lu Souza Brito disse...

Manuela,

Você sintetizou muito bem ao que este quadro nos remete: fascínio visual!!!

Lúcia Soares disse...

Manu, lida assim, junto com a visão do quadro, a vida de Monet fica mais interessante, mais fácil de entender. Ele era mesmo um amant da natureza e mostrou isso em lindas telas.
Beijo!

Manuela Freitas disse...

Isto é que foi um dia!?...
António obrigada pela sua visita, temos que passar a visitarmo-nos mais.
Alexandre é isso, eu também fui mais praticante de jardinagem em criança, os tempos para mim eram outros, não havia tanto brinquedo, mas havia mais imaginação e curiosidade por tudo.
Zélia, sou uma apaixonada pelo Impressionismo, uns quantos se juntaram contra o ensino académico e sem serem um grupo, revolucionaram a pintura, como deves saber.
Brown Eyes, agradeço o seu comentário.
Chica és sempre um amor de pessoa!
Siala, Monet, Renoir, Degas, Bazille...sem esquecer Manet que foi o primeiro inovador.
Anamar, que vontade também de ir a Paris!...
Astrid já vi que conhece muito bem a Europa e que já viu ao vivo muita coisa muito bela!
Valéria, a par dos conhecimentos adquiridos, tudo está em nós, na forma como sentimos as coisas e o valor que lhe damos.
Eliane, volta sempre, de facto a Glorinha é uma pessoa com cultura e inteligência e com muita energia!..
Lu, obrigada pela sua visita, para termos estes quadros onde o artista busca a representação da Natureza, também é necessário que a saibamos preservar.
Ana Karla, acreditas que ainda muito nova, ficava a ver estas pinturas nos livros? Gostar de arte, compreender a arte é de facto muito gratificante.
Beth, naturalmente que se nos concentrarmos neste quadro se sente uma explosão de emoção!
Fátima, apesar de não estares nesta, gosto sempre que apareças.
Nilce, estas iniciativas, têm um aspecto muito bom, saímos das coisas aborrecidas que nos preocupam e começamos a divagar!..
Isadora, um artista que sofreu as fortes impressões da Natureza. Eu penso que o artista sofre, até ao final da obra e que até continuará a sofrer insatisfeito!..
Norma, agradeço a visita e as palavras.
Socorro, para não me repetir, vou falar do teu post, gostei muito da tua poesia.
Glorinha tu és demais, uma explosão de vida!.. Vamos aprendendo por aqui, uns com os outros, essa é que é a grande partilha e que vai fomentando as ligações. Estás feliz com o resultado?
Não te aborreças com plágios, parece que isso é muito corrente!..
Laurinha, admiro a excelente pessoa que tu és, vieste cá uma vez, eu fui desafiar-te para vires tomar um chá ao Jardim de Monet e voltaste, que maravilha!...
Manuel tu és sempre um querido amigo e está tudo dito.
Luma agradeço o complemento ao que eu disse e as suas palavras elogiosas. A Casa de Monet é realmente um sonho!!!
Lu, agradeço a visita e as tuas palavras.
Lúcia ainda estou a pensar naquela tua divagação sobre o nosso jardim interior!...

Estou cansada, hoje fico por aqui, meu ramalhete lindo de papoilas, como dizia o poeta Cesário Verde.
Citando a minha amiga blogueira Ema, um abraço a quem é de abraço, beijos a quem é de beijos, abreijo a quem é dos dois. Depois tenho que pagar direitos de autor à Ema! rsrsrs
Manuela

Manuela Freitas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Manuela Freitas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Macá disse...

Manuela
Consegui chegar.
Estive passeando entre tantas cores, perfumes, poesias, que me perdi pelo caminho.
Também quero saber, porque Monet pintou tantas cores?
beijos

Deia disse...

Manu, que gostosa a forma com que você nos levou a mergulhar mais um pouquinho na cabeça do pintor! Seus jardins da infância deveriam ser muito bonitos, querida!! Quer mais alegria do que plantar uma sementinha à toa e ver uma flor nascer? Um beijo, Deia
PS: Recebeu meu email?

Malu disse...

Manu, tem um selo Dardos, para si lá no BLOGDOPROFEX.
Ele lhe indicou e pediu que comunicasse.
Trabalho em conjunto, entende?
Amor que blogueia unido permanece unido...
Beijinhos, amiga.
Sinta-se indicada pelos dois

Malu Machado disse...

Olá Manu,
Muito Prazer.

Fiquei sem internet ontem por algumas horas e não consegui visitar todos os blogs. Então chego hoje por aqui.

Monet foi um pintor incansável. A sua paixão pelo seu famoso jardim é tão gritante que ainda hoje pode ser notada em suas telas, mesmo em imagens pela internet.

Gostei muito do seu texto.

Um abraço,

Pedrasnuas disse...

OS PNTORES QUE MAIS SE APROXIMARAM DE DEUS...

SOMOS FILHOS DA NATUREZA E COMO TAL É NELA QUE SEPULTAMOS O CORPO ...A ALMA VOA PARA O CÉU LEVADA PELOS PASSARINHOS ...

UM BEIJINHO IMPRESSIONISTA

Bombom disse...

Manu, apesar de um certo atraso, não quero deixar de fazer o meu comentário. Tenho estado fora e só cheguei hoje. Vim visitá-la e em boa hora, pois gostei muito desta sua participação no Desafio da Glorinha. Obrigada pelo que aprendi consigo! Desde sempre que sou fã do Impressionismo, e acho que Monet é a sua assinatura. Bjs. Bombom