«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




domingo, 24 de outubro de 2010

VOLUNTARIADO – GRACE/GIRO

Todos os dias passo os olhos pelo jornal, procurando algo diferente, porque as notícias de topo, surgem sempre de qualquer lado!



Desfolho o jornal e leio os títulos e às vezes um bocadinho aqui, outro ali. Política, desporto, os casos sociais complicados, que proliferam em doses sempre muito preocupantes e às vezes notícias interessantes. Ontem li algo que desconhecia.


VOLUNTÁRIOS DE EMPRESAS EM MISSÕES SOLIDÁRIAS



SEIS CENTENAS DE TRABALHADORES CEDIDOS PARA ACÇÕES DE VOLUNTARIADO NA REABILITAÇÃO OU PEQUENAS REPARAÇÕES DE INSTITUIÇÕES DE APOIO A CRIANÇAS, JOVENS E IDOSOS COM DIFICULDADES POR TODO O PAÍS.

O leque profissional aderente é variado e todos consideram entusiasmante, pegar numa trincha e pintar paredes e tectos ou fazer qualquer outra coisa Este é um voluntariado empresarial, que levou em frente o Projecto GIRO, acrónimo de Grace, Intervir, Recuperar e Organizar. Realiza-se há cinco anos por iniciativa do grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial (GRACE), que agrupa 78 empresas que disponibilizam todos os anos trabalhadores seus, para, dentro dos horários de trabalho, constituírem brigadas de voluntários (ou cede matérias e equipamentos) para fazerem intervenções e reparações em instituições de solidariedade.


O voluntariado está a ser crescente e de facto é uma acção de cidadania muito meritória, só trás vantagens, para quem a pratica: as pessoas sentem-se úteis à sociedade, levantam a auto-estima, atenuam o stress, conhecem outras realidades, que às vezes lhes passa à margem, têm uma convivência sã…


http://www.voluntariado.pt/tpl_intro_destaque.asp?797

17 comentários:

manuel marques disse...

Mas convém entender, que voluntariado não é pena,mas sim um modo de amar e ajudar o próximo.


Beijo Manú.

AC disse...

Sabe uma coisa, Manuela? De há uns tempos a esta parte resolvi fazer um exercício: procurar, nos meios de comunicação, tudo o que é notícia positiva. Tenho encontrado poucas, que a ordem vinda de cima parece ser preparar as pessoas para a catástrofe, mas às vezes encontro verdadeiras pérolas, dando-me a conhecer pessoas e instituições que tudo fazem para remar contra a maré. Curiosamente estas notícias vêm quase sempre escondidas no interior do jornal, mas existem.

beijo :)

Isadora disse...

Manu, acho essas iniciativas maravilhosas. Pessoas que doam a si mesmas e seu tempo apenas para ajudar outros pessoas.
Que iniciativas assim apenas cresçam.
Um beijo

Glorinha L de Lion disse...

Manu, então é neste que estás a voluntariar?
Acho muito bacana quem se propõe a dar este tipo de ajuda. Eu gostaria muito de fazer uma coisa assim, mas devido ao meu problema de locomoção e à distância em que moro, fica difícil, mas um dia, pretendo fazê-lo. Acho que é isso mesmo, não devemos nos reter nas notícias ruins, pois é o que mais há. Beijos.

Manuela Freitas disse...

MANUEL - De facto nada deve ser feito por piedade ou para dar uma no cravo e outra na ferradura e estou a lembrar-me dos cházinhos de benificiência!
AC - Como disse procedo da mesma forma e às vezes tenho surpresas, como não são muitas, quando uma aparece, fico muito feliz, por existirem pessoas diferentes e com energia para os outros.
ISADORA - Também considero isto estupendo e como as pessoas se reformam cedo ou reformavam é sempre uma maneira muito positiva de preencher o seu tempo, não dizendo só mal da sociedade, mas fazendo alguma coisa por ela.
GLORINHA - Claro que o voluntariado requer tempo e disponibilidade. Não é aqui que estou a fazer voluntariado, é na Junta de Freguesia da zona onde vivo, onde há carência de muita coisa e os serviços são diversificados.
Beijinhos para todos,
Manú

Em@ disse...

Manú, eu faço algum voluntariado, menos do que gostaria. no entanto, acho que todos o voluntário deveria receber formação...para evitar fazerem mais mal do que bem.evitarem o uso de palavras que evidenciam pena por exemplo, ou que em vez de alegrarem quem tentam ajudar, ainda os deitam mais abaixo com o seu próprio pessimismo.

beijo no coração

Lidia Ferreira disse...

Minha querida ,
voluntariado e ter o dom de não só amar o próximo, como ter o Dom de ajudar .
bjs

orvalho do ceu disse...

Olá, Manuela querida
O voluntariado só me fez evoluir em todos os níveis do meu ser...
Prossigamos na fé e, para isso:
venho propor-lhe algo no meu post de amanhã...
Conto com sua participação amiga.
Excelente semana,cheia de ricas bênçãos!!!
Abraços fraternos

Manuela Freitas disse...

EMA - Concordo absolutamente com o que dizes, sobre a formação. Eu já fiz voluntariado na Cruz Vermelha, depois deixei e gosto muito mais do que faço. Somos a brigada do sorriso, vamos visitar as pessoas, saber das suas carências e providenciar uma ajuda. Aqui nesta freguesia há uma grande comunidade cigana, bairros pobres, onde predomina de tudo.
LÍDIA - ainda bem que apareces por cá, concordo em absoluto com as tuas palavras.
ORVALHO DO CÉU - Em perfeita sintonia! Lá aparecerei com certeza.
Amigas muitos beijinhos.
Manú

Valéria Sorohan disse...

Doar o seu tempo aos outros é de grande virtude.

BeijooO*

Tetê disse...

Oi, querida... Trabalho voluntário é doação de amor. Quanto mais amor doamos, mais amor recebemos! Obrigada pela visita ao Livre Pensamento! Bjks Tetê

António Rosa disse...

Manuela,

Aind bem que encontrou essa notícia positiva, pois vai sendo difícil encontrá-las.

Belo voluntariado.

Abraço

António

Socorro Melo disse...

Oi, Manu!

Uma iniciativa louvável, dos promotores dessa idéia, e uma oportunidade de ouro, para os que se disponibilizam a realizar esse trabalho. Com certeza é muito gratificante. Isso nos alegra, seja em que parte do mundo for, pois, é sinal de que a solidariedade está presente no coração de muitos.

Beijos
Socorro Melo

Brown Eyes disse...

Aqui está um exemplo a seguir. Portugal está a precisar de solidariedade de gente que saiba dar e amar. Beijinhos

Manuela Freitas disse...

VALÉRIA - Pode ser uma virtude, mas não o vejo como tal, considero que é mais uma questão de solidariedade, porque é um dar e receber.
TETÉ - É efectivamente amor, amor partilhado, um dia dá-se, outro dia precisa-se que nos dêem, não é?
ANTÓNIO - De facto pegar num jornal e encontrar uma notíca estimulante, não é fácil! Obrigada por ter vindo até aqui.
SOCORRO - Eu que não sabia, considerei a notícia surpreendente, porque houve uma concertação, entre os empresários que se prontificaram a ceder os seus funcionários ( engºs. arqs, directores, administrativos, etc) e estes mesmos funcionários! É de facto fantástico porque revela um conhecimento dos problemas e de formas de actuar, com uma diferente consciência de cidadania.
Beijinhos,
Manú

Fatima disse...

Sou voluntaria desde pequenininha!
bjs.

Cris França disse...

é bom ler boas notícias, bjs querida