«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




sexta-feira, 6 de agosto de 2010

HIROSHIMA HÁ 65 ANOS

Os Bombardeamentos de Hiroshima e Nagasaki foram ataques nucleares ocorridos no final da Segunda Guerra Mundial contra o Império do Japão realizados pela Força Aérea dos Estados Unidos da América, por ordem do presidente americano Harry S. Truman nos dias 6 de Agosto e 9 de Agosto de 1945.

Hiroshima Meu Amor
• Direção: Alain Resnais• Roteiro: Marguerite Duras•

Gênero: Drama/Guerra/Romance•
Origem: França/Japão



“Tu n’as rien vu, à Hiroshima”.
A resposta vem de imediato. Uma voz feminina desdiz o que o homem acabou de dizer num francês de sotaque acentuado.
“J’ai tout vu. Tout”.
Ela viu: o hospital (como não ver o hospital de Hiroshima?), o museu, as pessoas, as fotografias, as explicações, o ferro retorcido, as cinzas, as pedras queimadas. Ela sentiu o calor de dez mil graus na praça da Paz.
“Tu n’as rien vu, à Hiroshima. Rien”

(UM FILME QUE NUNCA ESQUECEREI)

6 comentários:

Sandra Botelho disse...

Vou assistir amiga.
Com certeza vou assistir.
Bjos achocolatados

noemia disse...

Valeu a dica, obrigada!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Um clássico o filme, eu adoro.
Ontem o país parou em homenagem aos mortos nos atentados e na guerra.
Muitas celebrações e orações, pedindo paz. E pedindo perdão tb pelos erros que o Japão cometeu na guerra.

Que a tragédia nunca mais se repita.
bom fds

Maria disse...

Jamais esqueceremos estes crimes que nunca foram julgados!

Um beijo.

Luís Coelho disse...

Quadros de puro horror que alguns tentam negar e outros deturpar.
Tantos anos depois e os homens e o mundo ainda não aprenderam........

Laura disse...

Nunca quero ver algo que já aconteceu e causou sofrimento, não gosto de ver violência, vampiros que cada vez há mais filmes e nós copiamos tudo...quero filmes que mostrem que também se vive bem em Paz, Amor e Fraternidade...

Quando lembro o que já li sobre essas desgraças mundiais, ah, como o homem é cobarde, dominador...chegará o dia em que pagará por tantos erros...

Aquele apertadinho abraço da laura