«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




quinta-feira, 4 de novembro de 2010

THE ROSE GARDEN - PAUL KLEE (MINHA IDEIA É MEU PINCEL)



Puro prazer da descoberta,
Do que no visível está oculto
Blocos em sobreposição
Casas, em cima de casas, uma igreja?
Mas aqui e ali
Aparecem rosas
Grandes rosas
E ouve-se o violino de Klee!
É preciso entrar e descobrir
Entrar profundamente
No multi-dimensional
Parar e fruir!




Olhar e voltar a olhar
Em perspectivas diferentes
O leque das «nuances» rosadas!
Ir além da geometria
Encontrar
O âmago do artista
O jeito infantil,
Os ânimos e crenças
A sabedoria subtil!




Abstracção
Sensações e emoções
O prazer de estar lá
Da felicidade de estar lá
Naquele sítio irreal
Romântico e inspirador!
Entrando nos segredos
De um mundo que parece ideal
Que nos consola, nos alegra
E devia ser real!

«Mesmo se não me tivesse contado que toca violino, eu teria adivinhado que os seus desenhos são transcrições de música.» RILKE



«A cor tomou posse de mim, não preciso de a perseguir, sei que ela está presa a mim para sempre… A cor e eu somos um!» KLEE


«A arte não reproduz o visível, mas torna-o visível.» KLEE






Blogagem Coletiva proposta pela amiga Glorinha de Leon do Blog Café com Bolo, intitulada "Minha ideia é meu pincel".



20 comentários:

Chica disse...

Muito linda tua visão e enfoque dessa tela,manoela!Adorei!beijos,chica

pensandoemfamilia disse...

Bom dia
Bela inspiração. Ointeressante destablogagem é podermos constatar a diversidade das percepções que emana de cada ser.
bjs,

Misturação - Ana Karla disse...

E que participação!
Parabéns.
Xeros

Glorinha L de Lion disse...

Lindo, lindo, Manu querida! E fiquei impressionada com a frase que diz que Klee sente a cor presa a ele...já eu, sinto as palavras, presas por um fio...e não sei mais se eu é que estou presas a elas ou elas a mim. Grande participação, minha amiga! Beijos,

anamar disse...

Bela parceria...
Resultado final de excelência.
Beijinho
:))

Maria Letra disse...

A interpretação pode ser variada, mas há uma opinião que me parece comum: um belo quadro, que expressa bem a alma do artista.

Eliane disse...

Que capricho heim amiga, cada uma de nos tem uma visão diferente desse quadro. è bom ler o que cada um sente e entender um pouco as pessoas. Um beijo cor de rosa da Eliane.

António Rosa disse...

Manuela,

Lindo poema a fazer a ligação entre a pintura e a música. Parabébs,

António

Isadora disse...

Manu, que linda a sua participação. Esse olhar mais atendo a tela que nos faz percorrer pequenas ruelas, sentir seus odores e calores é muito gostoso.
Um beijo

Maria Teresa disse...

Manuela:
Acredito mesmo que a Arte seja simbiose perfeita de cores, sons, palavras e até gostos e texturas, para que proporcione o sentido do invisível.
Beijos

Socorro Melo disse...

Oi, Manu!

Belíssimo, amiga!

"Olhar, e voltar a olhar, em expectativas diferentes, o leque das nuances rosadas, ir além da geometria..." amei.

Paz e Luz!
Socorro Melo

Beth/Lilás disse...

Ô amiga Manú, que bela participação a tua!
Realmente as pessoas têm olhos mas não veem.
um super beijo carioca

Malu Machado disse...

Manu, fechei os olhos e estou ouvindo o violino. Que delícia !

Adorei. Bela participação.

Bjs,

orvalho do ceu disse...

Olá, Manuela amiga
Gostei muito de como abordou a Tela e trouxe para mim uma linda mensagem:
"Aparecem rosas
Grandes rosas
E ouve-se o violino de Klee!
É preciso entrar e descobrir
Entrar profundamente
No multi-dimensional"...
Vejo que vc entrou... e se saiu muito bem...
Voltei da roça ontem e lhe trouxe um bj sereno com gosto de interior.

Cris França disse...

casas cobertas de doces, com caixas de correio em forma de pirulitos...rs bjs querida, bom vir te ver

Luma Rosa disse...

Perfeito!! Eu pensaria do mesmo modo mas não com tanta substância!! :=)))
Também pensei no conflito gerado pela opção em pintar, deixando o violino de lado e sendo cobrado pela família de instrumentista - isto talvez seja configurado na sobreposição de casas - ter que destacar uma em função da outra e da necessidade da composição de todas unidas. Beijus,

Marli Borges disse...

Adorei a combinação da cor e da música!
Bjssssssss

Lianara **Lia** disse...

Que maravilha!

Parabéns pela criatividade!

Abraços
Lia
Blog Reticências...

Suziley disse...

Manuela, que lindo o blog o seu. Linda poesia, bela participação!! Um grande beijo, bom final de semana :)

Manuela Freitas disse...

Um grande abraço, a todos que me presentearam com tão atenciosos comentários.
Manuela