«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




segunda-feira, 15 de novembro de 2010

COMBATENTES DA LIBERDADE

Congratulo-me com a libertação de Aung San Suu Kyi, mas outros combatentes da Liberdade devem ser referidos em países que os perseguem, independentemente das políticas praticadas.

SHIRIN EBADI (IRÃO) – Primeira iraniana a ser nomeada juíza, tem sido uma feroz opositora ao regime de Teerão. Em 2003 ganhou o Nobel da Paz.

BIRTUKAN MIDEKSA (ETIÓPIA) – Candidata derrotada, ex-juíza e líder da União para a Democracia e Justiça, chegou a ser condenada a prisão perpétua, mas já está em liberdade.

LIU XIAOBO (CHINA) – Dissidente , luta pela Democratização da China e participou nas manifestações de Tiananmen. Cumpre uma pena de 11 anos. Nobel da Paz 2010.

 
MARWAN BARGHOUTI (PALESTINA) – Líder da primeira e segunda linfada. Cumpre cinco penas de prisão perpétua em Israel

AYMAN NOUR (EGIPTO) – Candidatou-se à presidência para destronar Mubarak e foi preso. Encontrando-se em liberdade ameaça concorrer em 2011.
RIYAD A-TURK (SÍRIA) – Passou duas décadas preso e voltou à cadeia após a «Primavera de Damasco» em 2001, quando depois da morte do Presidente Assad, proclamou que «o ditador está morto».


GUILLERMO FARININAS (CUBA) – Prémio Sakharov para a Liberdade de Expressão. Já fez 23 greves de fome, a última de 135 dias, só terminou quando foi iniciada a libertação de 52 presos políticos.
LEYLA ZANA (TURQUIA)– Política de descendência curda, esteve presa durante dez anos por se atrever a falar a sua língua nativa no Parlamente de Ancara e defender um Curdistão independente. Prémio Sakharov em 1995

In VISÃO (28.10.2010)

10 comentários:

Ana disse...

São tantos e tantos os casos, por esse mundo fora, que precisam de ser referidos...

manuel marques disse...

Como sempre texto *****.

Beijo Manú.

Pedrasnuas disse...

GRANDES MULHERES E GRANDES HOMENS. SÃO VERDADEIROS HERÓIS.

BEIJINHOS MANÚ

Laura disse...

Xi menina, metem-se em cada embrulhada e vão dar à prisa...se ajudamos é o que se vê, se não ajudamos e ficamos assim no nosso cantinho... é o que se vê também..não vale de nada, mas um dia sim, um dia vai valer a pena.

Um beijinho da laura

anamar disse...

Manuel,
obrigada por esta partilha...
Deixei-lhe um recado lá em "casa"...
Santa noite.
Ana

Lucília Ramos disse...

Olá Manuela,

Homens e Mulheres que lutam pela 'Liberdade' - um tema que me satisfaz só de ler.

"Pela paz que nos recusam
muito temos de lutar"

- diz assim no poema cantado por José Mário Branco: "Eh! Companheiro"

Muito gosto em conhecê-la, Manuela.
Lucy

Brown Eyes disse...

Manuela são esses homens e essas mulheres que lutam pondo em risco a própria vida que nos dão o exemplo, que nos mostram que a cobardia nunca ganhou batalhas. O povo Português é um povo cobarde, que não arrisca a sua paz pela paz da comunidade, que vê apenas os seus interesses. Pena mas, esta é a realidade. Beijinhos

Fernanda disse...

Amiga!

Por cada um deles um bem haja enorme.

Beijos

Dylan disse...

Não concordo muito com o líder Palestino auto-proclamar-se "combatente da liberdade". A intifada não é propriamente um acto dignificante... Quanto às outras individualidades, concordo totalmente.

Em@ disse...

Muito bom post.
Obrigada por os lembrares todos aqui!
beijo no coração