«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




quarta-feira, 15 de setembro de 2010

AMOR


Quando se tem a capacidade de amar e valorizarmos esse sentimento, o nosso relacionamento é sempre muito afectuoso com tudo. Ama-se a própria pedra que pisamos, ama-se a vida, a natureza, as pessoas, a nossa família… Quem se disponibiliza a ajudar os outros, a aderir a movimentos que têm o objectivo da mudança, quem se preocupa com o que socialmente vai acontecendo, com o ambiente, a ecologia… quem dedica a sua vida em campanhas de solidariedade e fraternidade obviamente que tem o amor dentro de si… Este amor exige dádiva, empenho, luta…

Evidentemente que há o amor a nível mais pessoal, o amor-afecto, os esteios da nossa vida, o amor aos nossos pais e irmãos, ao nosso companheiro, aos nossos filhos, aos nossos amigos… Um amor que exige muito de tolerância, compreensão, ajuda…
Diz a Bíblia «amai-vos uns aos outros», um bom ideal, mas pouco real…
Depois há aquele amor- paixão, que é uma grande agitação e para o referir convoco o grande Camões, porque ele diz tudo neste soneto:


Amor é fogo que arde sem se ver

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Luís de Camões




Este post tem por finalidade dar os parabéns ao blogue MEU CANTINHO, que hoje perfaz 2 anos de existência e também de enviar aqui deste lado, o maior dos abraços à Cyntia, desejando-lhe uma vida cheia de amor e felicidade.

[PEÇO DESCULPA PELA ANTECIPAÇÃO, MAS AMANHÃ NÃO TENHO POSSIBILIDADE DE ACESSO AO COMPUTADOR]

18 comentários:

Cantinho da Cê disse...

Bom dia Manu,

Você conhece a música Monte Castelo, no Renato Russo, interpretada pelo Legião Urbana? Ela fala de amor também, eu gosto muito desta música. Vou postar também sobre o amor, para a Cíntia.

Beijos,

Nilce disse...

Oi, Manu

Amor é tudo isso mesmo, querida.
Ficou muito lindo o seu texto. Completando com Camões, então... Sem mais comentários.

Bjs no coração!

Nilce

PS: Desculpe-me, mas não era dia 16/09 ? Levei um susto até. rsrs

Deia disse...

Oi Manu! Achei mesmo que era o texto para comemorar o segundo ano de vida do blog da nossa amiga Cintia! Ficou primoroso seu texto. E Camões no final... ah, simplesmente a cereja sobre o sorvete! Perfeito! Um beijo, Deia

Cris França disse...

linda colocações Manu, sem dúvida, este é meu poema de amor favorito. bjs

Sandra Botelho disse...

O amoré inexplicavel, em todos os seus significados...Linda postagem minha linda!
Olha minha sogra fala que é um vilarejo.
mas não sabe onde fica.
Bjos querida e fica em paz!

Pedrasnuas disse...

O AMOR É DOS SENTIMENTOS O MAIS BELO E NOBRE...SEM AMOR NÃO EXISTE RIGOROSAMENTE NADA

BEIJO

Fatima disse...

Lindo texto Manu!
Bjs.

Astrid Annabelle disse...

Olhe Manú ficou bonita a sua mensagem sobre o Amor.
O soneto do Camões diz tudo mesmo.
Foi o toque de mestre que deu ao post.
Linda participação.
Beijo grande querida
Astrid Annabelle

Lúcia Soares disse...

Manu, se a gente valorizasse o amor como ele tem que ser, sem fanatismo (religiões, por ex.), sem banalização, o mundo seria outro lugar, quase um paraíso.
O amor é que dá sentido à vida.
Beijo!

Beth/Lilás disse...

Amiga Manú!
Suas palavras remeteram-me à proposição que tive quando criei meu blog, pois o livro de Leonardo Boff, teólogo e escritor brasileiro, diz exatamente isto: amar, saber cuidar do universo à nossa volta, tudo isso implica em retorno para nós mesmos.
Adorei suas palavras.
beijo grande e carioca


E a poesia de Camões, que eu amo de paixão e coloquei como título de minha postagem sobre o Amor.

Misturação - Ana Karla disse...

Essa música que a Cê citou é linndddaaa demais.
O amor está no ar aqui!
Xeros

Teresinha Ferreira disse...

Olá Manu,
Que belo texto. O amor é essencial em qualquer momento ou situação.
tudo de bom.
Bjs mil

Chica disse...

Ficou mesmo lindo e conseguiste passar teu sentido da palavra amor!

Não é qualquer coisinha,é AMOR!!!

beijos,tudo de bom,chica

Isadora disse...

Manu, hoje, nossa amiga conseguiu espalhar uma onda de Amor! E que assim, sempre seja.
O Amor requer tolerância, paciência e aceitação e você não poderia ter finalizado o post de melhor forma.
Um beijo

Helena Castelli disse...

Envelhece-se mais devagar ao anoitecer. A morte enrosca-se, faz uma trégua até que de novo amanheça. Sou um homem nocturno, a luz do dia aumenta o conhecimento da minha escassa eternidade.
- Malcom Lowry -

Deixo-te a ternura de um abraço.

Crica Viegas disse...

Oi Manu
Adorei seu comentário lá no meu post..o Gustavo acabou de ler meu poema e chorou...ficou muito emocionado. E eu amooo esse de Camões! Bela participação!

Socorro Melo disse...

Oi, Manu!

O amor é uma centelha do divino, em nós. É o que dá sentido as nossas vidas.
Belíssimo o soneto do Camões.
Um lindo post, amiga.

Com amor,
Socorro Melo

Barbie Girl disse...

Minha querida amiga Manu!

Estava sumida da blogosfera, por isso não passei antes aqui, aconteceu uns problemas que tive que parar, refletir, me refugiar e resolvi. Agora estou pondo a casa em ordem e visitando esses post maravilhosos e lindos, que me deixaram tão feliz!
Sua postagem está perfeita, cheia de amor. Você falou com sabedoria sobre o sentimento e tem toda razão, quando amamos tudo flui melhor. E Camões, sem comentários!

Beijos e muito obrigada pelo carinho, atenção e participação!