«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




terça-feira, 28 de setembro de 2010

OUTONO

As temperaturas já desceram, o vento frio, pede agasalho, as mãos e os pés começam a arrefecer…Dia a dia as folhas das árvores vão amarelecendo, tomando tonalidades de encanto, para irem caindo secas aos meus pés…Já vi o carrinho do castanheiro e aquela fumarada característica da castanha assada…Nasci no Outono e sou outonal…Tenho momentos de nostalgia e de melancolia…o frio e a chuva são propícios a isso! Ontem o pôr-do-sol estava lindo e não resisti a tirar umas fotografias, nas traseiras da minha casa.


A realidade política e económica que se vive, motiva muita meditação, há sempre em mim um misto de desencanto e revolta! Muito desencanto e revolta, ontem entre ver o programa do «Prós e Contras», no qual era abordado o Orçamento de Estado, a inevitabilidade de aumentos de impostos, retenção do subsídio de Natal, dos cortes e mais cortes, da vinda do FMI, preferi ver um programa no qual pessoas anónimas falavam das suas pequenas/grandes vidas. Estou cansada de estar cansada, do que se passa aqui!...



Por mim passam as manchetes:


DÍVIDA DESCONTROLADA!..


ATÉ QUANDO O PAÍS VAI TER CRÉDITO?


FMI NÃO DEMORA A ATERRAR POR CÁ…






Realmente o Governo está em gestão, em má gestão, à deriva, só gasta, gasta…Advinha-se que as próximas eleições presidenciais sejam uma situação anedótica, gastando dinheiro para nada, porque tem que ser…A falta de meritocracia, é confrangedora…


E os meus dias andam como num rodopio outonal, momentos sim, momentos não e muitos momentos NIM!...


Ocorre-me aquele poema de Pessoa, tão conhecido:


NEVOEIRO

Nem rei nem lei, nem paz nem guerra,

Define com perfil e ser

Este fulgor baço da terra

Que é Portugal a entristecer –

Brilho sem luz e sem arder,

Como o que o fogo-fátuo encerra.

Ninguém sabe que coisa quer.

Ninguém conhece que alma tem,

Nem o que é mal nem o que é bem.

(Que ânsia distante perto chora?)

Tudo é incerto e derradeiro.

Tudo é disperso, nada é inteiro.

Ó Portugal, hoje és nevoeiro...

É a Hora!

Mensagem – Fernando Pessoa


Há muito tempo soou a hora, mas vai-se empaliando!...Mas é sempre hora para mudar e muita muita coisa, precisa de mudar!..

19 comentários:

Maria Teresa disse...

Manu:
Essa "tonalidade de encanto" com cheiro de castanha assada é o retrato que tenho aqui de sua terra, tão querida para nós. Problemas e momentos NIM (adorei isso!) são inevitáveis, mas felizmente se confrontam com os momentos SIM!
Beijos

Chica disse...

Realmente, há muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito aser mudado... Algumas coisas cabem a nós , mas as piores são as que dependem de outros e dos políticos...Isso é brabo!!beijos,lindo dia,chica

Misturação - Ana Karla disse...

Bom dia Manu!
Que vista belíssima e as fotos ficaram boas mesmo.
E a castanha? Nossa eu adoro!
E assim caminha o País...
Felicidades "outonais" rs
Xeros

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

AQUI ESTAMOS NA PRIMAVERA MUITAS FLORES TUDO MUITO CHEIROSO,MAS NADA DE CHUVA UM CALORÃO DE MATAR!

Brown Eyes disse...

Manuela eu estou cansada:
- De ouvir falar tanto e de não ver resolução nenhuma eficaz e definitiva
- Estou farta, fatíssima de serem sempre os mesmos a pagar a crise
- Estou fartíssima de chulos
- Estou cansada de ouvir palpites sem nexo
- Estou farta de ninguém agir
- Estou farta de esperar que os militares virem isto do avesso
- Estou farta de partidos políticos e afins
- estou farta deste país.
Naõ gosto do outono, do frio, mas prefirto 1000 outonos seguidos, sem tréguas do que ouvir um político oportunista. Já não vejo nem ouço notícias. Não aguento mais ouvir loucos.

Beijinho e obrigada por me permitires desabafar.

Luís Coelho disse...

Bonitas fotos que se enquadram no tema do artigo.
Um tempo descolorido sem nada a não ser dívida e orçamento e que os pequenos que são muitos paguem a dívida........

Marliborges disse...

Manu,
Que fotos lindas! Carregadas de outono. Menina, nossos países tem quase as mesmas mazelas. Bem que poderia ser diferente não é? As coisas poderiam andar melhor... Mas falta vontade política. Então, nada feito. É esse o nó da questão. Acho!. Bjssssss

Nilce disse...

Oi, Manu

Aqui no meu estado persiste o friozinho, mesmo com a Primavera já florindo tudo.
Que belas imagens você fez.
Quanto à Política, prefiro nem comentar o que acontece por aí. Por cá estamos a enlouquecer.

Que o outono traga muita paz e bons ares para você.

Bjs no coração!

Nilce

pensandoemfamilia disse...

Vc nos retrata muito bem sua angustia pela paralisia que assola o seu país, mas pense o que lhe cabe e o que cabe ao outro. Momentos como.
Suas fotos estão lindas. Aqui estamos na primavera, as flores colorem nossas vidas. Envio em pensamento um pouco da esperança primaveri.
bjs

Malu disse...

Manu, gosto muito das tuas visitas pelo meu canto, amiga.
Outono nos remete às meditações constantes. O que teu país está a passar o meu também passa... uma crise de perda de valores que faz com que os homens do PODER ajam desmedidamente e com maus valores.
Fernando Pessoa fechou com chave de ouro tua pstagem.
Grande beijo!

Cantinho da Cê disse...

Boa tarde Manu,

As coisas mudam como as estações do ano, e podemos esperar isso ou não...

Beijos,

Isadora disse...

Oi Manu e por aqui seguimos com nossa primavera. O tempo ainda está chuvoso e ligeiramente fresco, mas logo o calor chega.
Infelizmente, o que acontece por aí em termos políticos e econômicos não é muito diferente daqui e ainda estamos em época de eleição e tem cada candidato de dar medo.
Um beijo

Beth/Lilás disse...

Ah, Manú, que delícia as castanhas assadas daí! Provei-as quando aí estive ano passado numa carrocinha nas ruas de Lisboa e me deu uma imensa vontade de repetir a dose agora, mas Portugal é tão distante! hummm
Pois eu gosto muito deste tempo que nos fala, assim meio friozinho, bom para reflexões e um bom livro, momentos NIM tão importantes depois do tal verão escaldante.
Esperança minha amiga, todos nós continuamos a tê-la, tanto aí quanto aqui.
beijinhos cariocas, muitos.

manuel marques disse...

"Sei como te encontrar,as cores do teu Outono,desenham caminhos."

Beijos meus querida Manú.

Laura disse...

Pois minha querida Manu... eles cortam, tiram a quem menos tem, eles sabem onde mexer e sabem que o povo cala e consente...
Dói ver a miséria a instalar-se, mas se olharmos bem, parece tudo normal, compram-se casas caríssimas, carros que é um luxo, enfim, não entendo, só sei que um dia destes começam a matar e a assustar pois de outra forma nada se consegue...revolta, é um stress que nem sei, mas, haja optimismo e que se consiga dar a volta e que fique tudo bem para todos, especialmente para os que menos têm...

Um beijinho da laura

Pedrasnuas disse...

ENTÃO O TEU MÊS MANÚ É OUTONO...O TEMPO DA MELANCOLIA...EU SOU DO INVERNO...O CÉU ESCURO,AS NUVENS NEGRAS,NADA ANIMA O NOSSO ESTADO DE ESPÍRITO...E CADA VEZ MAIS SENTIMOS QUE ANDAMOS A NAUFRAGAR EM MAUS LENÇÓIS...MUITO MAUS..É UMA VERGONHA QUE OS POLÍTICOS SEJAM OS RESPONSÁVEIS POR ESTA TEIA QUE NOS ENFORCOU ...QUANDO DEVIAM ZELAR PELOS NOSSOS INTERESSES...PORQUE GOVERNAR BEM É UMA ARTE,A ARTE DE BEM GOVERNAR...ONDE ANDA ESSA ARTE?
O POEMA DE FERNANDO PESSOA ADEQUA-SE PERFEITAMENTE AO ACTUAL QUADRO NEGRO DA VIDA POLÍTICA PORTUGUESA.

É MESMO PARA NOS SENTIRMOS TRISTES...NÃO ESTÁS SÓ...ATRÁS DE TI ESTÃO MUITOS,ATÉ EU...

GOSTEI MUITO DAS TUAS PALAVRAS GENTIS E APRAZÍVEIS.OBRIGADA

BEIJINHOS PARA TI

G I L B E R T O disse...

Manu

Aí como cá, tudo igual...

POr aqui, escandalos de corrupção se erguem uns sobre os outros, fazendo com que os novos façam os mais velhos parecem pequenos diante dos números mais inéditos!

Sinto por todos estes homens que vendem sua dignidade e sua decência por dinheiro, seja ele quanto for...

Lindo post!
Como sempre!

Maria disse...

Por aqui ainda há calor. 18º às 23.30 é calor...
Vi o prós e o prós. E amanhã vou para a Rua!

Beijo, Manuela.

Helena Castelli disse...

Passo pra encher minha alma de poesia e beleza.

Beijos de boa noite.