«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




sexta-feira, 10 de setembro de 2010

ORGULHO

Relativamente a sentimentos e emoções, eu considero que tudo confluiu para a dose, nem muito cheio, nem muito vazio!...

Orgulho-me de mim própria, dos meus méritos, da minha dignidade, do que sou, do que consegui, de tudo e mais alguma coisa! Ena isto é que é começar bem!
"Quem é orgulhoso a si próprio se devora." (William Shakespeare)
Oh…Oh… Eu penso sempre que podia ser melhor e também isto dizem que é uma forma de orgulho!?...
"O cúmulo do orgulho é desprezar-se a si próprio." (Gustave Flaubert)
"A falsa humildade é puro orgulho." (Blaise Pascal)
Não, não é tanto assim!..

O orgulho, caminha paralelamente com a vaidade, com a ostentação e com a arrogância. Não vejo nada de positivo no orgulho, mas... Um tal de A. Lisounenko (?), (pensador) considera, que ter orgulho é um factor determinante na caminhada para o sucesso no âmbito familiar e profissional. É a confirmação natural dos nossos sentimentos, das nossas conquistas e alegrias, ou seja, o orgulho é um sentimento positivo e bom, para consigo e com o próximo!
Pronto, há sempre o preto e o branco nestas coisas!..
Impressiona-me as pessoas que são muito orgulhosas.
Há muita gente que é um poço de orgulho. Só não tem águas para o alimentar. (Vergílio Ferreira)
Compreendo que um homem seja orgulhoso; não compreendo que mostre sê-lo. (Fernando Pessoa)


Obviamente que dou valor, aquilo que sou, porque tenho que fazer malabarismos introspectivos, para ser quem sou, acalmando os meus ímpetos. Quase desnecessário seria dizer que tenho orgulho da minha família, dos meus que são meus, mas também das pessoas que são minhas amigas.
O orgulho, pode ser visto por vários ângulos, admito que quando me beliscam a sério, não é fácil para mim ceder! Eu sei que todos queremos a paz, mas fazer as pazes, às vezes não é coisa fácil e cai-se sempre naquela de afirmar posições!


"Muitos homens têm um orgulho que os leva a ocultar os seus combates e apenas a mostrarem as suas vitórias." (Honoré de Balzac)

Pois, pois, até posso dizer que o orgulhoso não é inteligente, porque o melhor seria esquecer erros cometidos, pelos outros e por ele! É uma perda de tempo e o melhor é avançar! Mais difícil que desculpar os erros dos outros é desculpar os próprios erros! É preciso, ser paciente, modesto e não amargo,
EXACTAMENTE!

"Há muitas vezes mais orgulho do que piedade quando lamentamos as desgraças dos nossos inimigos." (François de La Rochefoucauld)

Valham-me os deuses e as deusas, a gente anda por cá, para sentir essas coisas todas, se não vinha com defeito de fabrico! Para mim santinhos nem no altar e embora calce 36, de santa não tenho nada, sou como todos uma pecadora, mas como para mim não há pecados, também não é isso que me tira o sono. O que me tira o sono são aquelas pessoas excessivamente orgulhosas, cujo objectivo é sempre humilhar os outros, fazendo as maquinações mais abjectas.





Blogagem Coletiva: Sentimentos/Emoções
proposta pela Glorinha do
Café com Bolo

28 comentários:

Lúcia Soares disse...

Verdade, Manu. Temos que nos orgulhar, sim, de sermos o que somos. Mas sempre num grau comedido, para não passar por soberba, arrogância.
Tudo tem uma medida certa. A sabedoria é poder dosar bem.
Orgulho-me de tê-la como amiga.
Beijo!

Bordados e Retalhos disse...

Esse orgulho/arrogãncia não faz bem a ninguém,nem mesmo à pessoa que o carrega. Mas sentir orgulho pelos seus méritos isso, acho eu, é muito saudável. Bjs

Glorinha L de Lion disse...

Manu minha amada! Tenho um orgulho imenso de ti e de ser tua amiga!
Concordo com muito do que dissestes, o orgulhoso arrogante é um chato, um enfadonho, pois às vezes jacta-se de bobagens irrelevantes. Como disse na citação: orgulho, deve-se sentir, mas não demonstrar. Belíssimo post minha amiga!Grande beijo e obrigada pelos votos a meu irmão.

Cris França disse...

adoro gente de bom senso. bjs Manu

Tati Pastorello disse...

Manú querida, como eu gosto de te ler... como você pôde, um dia, achar que não gostava de ti... pois que te adoro! E vou dizer mais um pouco, este texto está delicioso, na medida certa, como deviam ser todos os sentimentos!
E destaco uma frase que gostei demais:
"Eu sei que todos queremos a paz, mas fazer as pazes, às vezes não é coisa fácil". Bom demais!
Um grande beijo.

Astrid Annabelle disse...

Pois é isso mesmo Manú!
Todas/os temos orgulhos...bons e ruíns...até que chegamos à maturidade para compreender a dinâmica desse sentimento humano.
Então nutrimos o bom por termos feito uma boa caminhada na vida!
Belíssima participação.
Um beijo grande querida!
Astrid Annabelle

orvalho do ceu disse...

Olá, querida Manu
Gostei muito da ilustração do copo pelo meio...
Como se valoriza hoje em dia a ponderação... o equilíbrio dos sentimentos.
Graças a Deus!
Assim, nos compromete a tomarmos medida certa e aprendermos a nos colocar, adequadamente, em tudo e em todos.
Gostei demais das citações do seu post!
Um grande abraço fraterno de paz.

as-nunes disse...

"O medo de sermos pobres traz-nos o orgulho de sermos escravos."

Anarca

Às tantas...

Bj
António

Brown Eyes disse...

Excelentes pensamentos mas, para mim orgulho não caminha paralelamente com a vaidade nem com a ostentação nem com a arrogância. Orgulho-me de quem sou mas não sou vaidosa, nem arrogante e não me exibo. Aliás gosto mesmo de passar na sombra, não ser vista mas orgulho-me de quem sou, diria que tenho uma auto-estima elevada que não serve para pisar ninguém, nem para achar que sou melhor que ninguém. Sou eu e gosto de quem sou apenas isso e ninguém me faz frente porqque cada um tem o seu lugar neste mundo. Beijinhos

Nilce disse...

Sensacional, Manu!

Adorei o teu jeito de salpicar e costurar as palavras para descrever este sentimento chamado orgulho. Afinal, todos o temos, não há como negá-lo.
Na medida certa não há que nos fazer mal e sim ajudar na auto-crítica, no contrutivismo, e não nos deixar levar pela arrogância.

Parabéns!

Bjs no coração!

Nilce

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Encontrar o ponto certo de equilíbrio entre o orgulho e a arrogância e vaidade é um dos grandes desafios do ser humano.

Muitos deleitam no sonho prepotente de suas conquistas, querem aplausos e transformam a vida em um enorme palco.
Triste é aquele que se apóia no falso orgulho, como alimento para seu ego.
Bjs e bom dia pra vc, excelente postagem

Michelle Crístal disse...

O que me tira o sono são aquelas pessoas excessivamente orgulhosas, cujo objectivo é sempre humilhar os outros, fazendo as maquinações mais abjectas.

Amei!

manuel marques disse...

É por estas e por outras que me orgulho em ser teu amigo.
Beijinho.

Isadora disse...

Oi Manú, temos que nos orgulhar sim, de nossas vitórias e conquistas, afinal foi com o esforço de quem que se chgou lá! É bom olhar para trás e admirarmos a vida que soubemos fazer.
O excesso, o se achar melhor que alguém, ou mais merecedor, ou o melhor é que é o x da questão. Quando todos entendermos que nossas alegrias e dores são maiores ou menores, apenas sob o nosso ponto de vista viveremos melhor.
Um beijo

Graça Pereira disse...

Estou de acordo contigo: Orgulho q.b.
Orgulho-me...comedidamente do que fui capaz de fazer...quando fiquei sozinha e tomei conta do barco.
Mas é um orgulho que me faz bem e atinge os outros positivamente.
Já fui mais "explosiva"... a vida eo tempo ensinaram-me a ter serenidade em tudo e...vou conseguindo!
Devo orgulhar-me das minhas vitórias??
Beijão para ti e bom fds
Graça

Chica disse...

Muito bom,Manu e temos que nos orgulhar dos nossos feitos sem deixar o orgulho nos atingir a cabeça,né?

Um lindo fim de semana, beijos(e eu às voltas com a cachorrada toda,rsrs)chica

Pedrasnuas disse...

DESTA VEZ SUBSCREVO AS TUAS PALAVRAS...O ORGULHO MATA E FERE...PENSO QUE TUDO EM DEMASIA É MAU...NA DOSE CERTA,ACEITA-SE,NEM MUITO ACIMA,NEM MUITO ABAIXO...ORGULHO SIM MAS O SUFICIENTE E ESPECIALMENTE SEM VAIDADES E OSTENTAÇÕES...

BEIJINHOS

Cantinho da Cê disse...

Boa tarde Manu,

Vim conhecer seu blog e agradecer sua visita ao meu...
O orgulho tem mesmo duas faces...
É minha primeira vez participando de uma blogagem coletiva, tenho meu blog há apenas um mês...

Beijos,

Deia disse...

Oi Manu! Como todos os seus textos até agora, brilhante colocação a sua a respeito do orgulho. É algo que precisamos cuidar dentro de nós, afinal de contas, não há como outro fazê-lo por nós! No entanto, como é bom nos orgulharmos e não precisarmos sentir vergonha quando algo bom, produtivo, nos alcança! Sem bradar aos quatro ventos, não é isso, mas podermos contar aos que, realmente, torcem por nós, as coisas boas que produzimos! Um beijo com orgulho por ter lhe lido hoje, Deia.

elisabete disse...

desculpa não concordar contigo,mas as pessooas que tramam cenas abjetas não são orgulhosas mas sim tenebrosas.
Ter orgulho nos nossos bons sentimentos, isso sim.

Bombom disse...

Manu, muito interessante o teu ponto de vista àcerca do orgulho! E muito completo. O orgulho exacerbado, esse que é irmão da arrogância e da vaidade, é intragável e leva à solidão e ao isolamento, por parte dos que com ele convivem. Já o orgulho sinónimo de brio e de amor próprio, é muito compensador e útil, pois ajuda-nos a ir mais além e a superar as dificuldades até conseguirmos atingir os objectivos a que nos propusémos.
Gostei muito de te visitar. Bjs. Bombom

Macá disse...

Realmente Manu, existem pessoas que perdem um tempo tentando diminuir os outros, querendo que o pior lhes aconteça. Pra quê?
Somos tão pequenos dentro dessa enormidade que é o mundo, então acho que temos que ter orgulho mesmo dos nossos feitos.
abs

Socorro Melo disse...

Ólá, Manu!

Acredito que todos os sentimentos nos são inerentes. Alguns são mais nocivos do que outros, e cada um tem a sua característica. No caso do orgulho, acho que é importante sim, que sintamos orgulho pelas nossas conquistas,nossos afetos,nossas vitórias, e não estamos prejudicando ninguém, apenas nos alegrando com o que ganhamos. Agora, o orgulho que se acha, que quer ser melhor que os outros, esse é uma praga sim, convenhamos.

Beijokas
Socorro Melo

Renata Boechat disse...

É preciso cuidar para que o Orgulho não se transforme em arrogância, sentimento negativo e contrário. O Orgulho como sentimento de satisfação, de justiça para com os seus feitos, de elogio a si, ou àqueles que mereçam, como força e energia para sua evolução, este sim, é o Orgulho saudável.

Um abraço,
Boa noite

Marliborges disse...

Oi Manu,
Em todos os aspectos da vida temos que ter equilíbrio, mas em se tratando de orgulho, o equilibrio é fundamental, sob pena de cairmos por terra. O orgulho é ótimo e nos promove, mas em excesso conduz à arrogância e nos destrói. Muito boa tua postagem, adorei as citações também. Bjsssssssss

Misturação - Ana Karla disse...

Vim conferir a blogagem.
Gostei demais dessa forma.

Vamos ter orgulho certos, não é?

Xeros

Beth/Lilás disse...

Manú, querida!
Você disse tudo neste teu post.
E terminou com chave de ouro, pois também não sei o que é pecado e sim o que é insuportável num ser humano, ou seja, a exacerbação de seus sentimentos, no caso, orgulho demais que é como disses, abjecto.
um beijinho carioca

Me disse...

que belo texto manu, adorei!!!
bjos, ótimo sabadão!!!