«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




domingo, 12 de setembro de 2010

PERGUNTAS

Onde estavas tu quando fiz vinte anos
E tinha uma boca de anjo pálido?
Em que sítio estavas quando o Che foi estampado
Nas camisolas das teen-agers de todos os estados da América?
Em que covil ou gruta esconderam as suas armas
Para com elas fazer posters cinzeiros e emblemas?
Onde te encontravas quando lançaram mão a isto?
E atrás de quê te ocultavas quando
Mataram Luther King
para justificar sei lá que agressões
Ao mesmo tempo que víamos Música no Coração
Mastigando chiclets numa matinée do cinema Condes?
Por onde andavas que não viste os corações brancos
Retalhados na Coreia e no Vietname
Nem ouviste nenhuma das canções de Bob Dylon
Virando também as costas quando arrasaram Wiriammu
E enterraram vivas
Mulheres e crianças em nome
De uma pátria una e indivisível?
Que caminho escolheram os teus passos no momento em que
Foram enforcados os guerrilheiros negros da África do Sul
Ou Alende terminou o seu último discurso?
Ainda estavas presente quando Victor Jara
Pronunciou as últimas palavras?
E nem uma vez por acaso assististe
Às chacinas do Esquadrão da Morte?
Fugiste de Dachau e Estalinegrado?
Não puseste os pés em Auschwitz?
Que diabo andaste a fazer o tempo todo
Que ninguém te encontrou em lugar algum.
JOAQUIM PESSOA




Ontem 11.09 foram assinalados dois acontecimentos catastróficos. O assassínio de Salvador Alhende (1973) e a carnificina que ocorreu no Chile, depois do golpe de estado protagonizado por Pinochet, com o ostensivo apoio dos Estados Unidos. Muito me emocionei ao ver o filme «CHOVE EM SANTIGO»

O derrube do World Trade Center em 2001, ataque inédito coordenado pelo grupo muçulmano do Al-Qaeda, ao país mais poderoso do mundo e no qual morreram c. de 3 000 pessoas e muitas têm morrido até hoje com a deslocação de forças armadas, para o Afeganistão e Iraque.


10 comentários:

Glorinha L de Lion disse...

Manu, foste tu a autora desse poema? Se foi, só posso te dar meus parabéns. És uma belíssima poeta. Escritora já sabia que eras. Belo post...para nunca esquecer desses acontecimentos terríveis que mudaram o mundo para sempre. Beijos amiga, bom domingo.

Astrid Annabelle disse...

Olá Manú! Bom dia!
Deus definitivamente não se mete nas encrencas humanas!!!rss
Belo recado!!!
Beijo grande para um excelente domingo.
Astrid Annabelle

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Eu comentei com alguns amigos portugueses da net. Praticamente só vi a lembrança do golpe militar chileno nos blogs de vocês. Praticamente não vi blogs do Brasil lembrarem da triste sina do pais vizinho, que coisa...

um dia muito triste na história, seja na data mais recente ou na antiga. A mostra da ignorância e da ambição pelo poder, marcas de ódio, dia que registra o pior do ser humano.

bjs e bom domingo, o texto está excelente.

Ana Paula Sena disse...

Olá,Manuela

Na verdade, temos que continuar a estar em todos esses lugares, pois a memória (boa ou má) é fundamental para irmos criando um mundo melhor, erradicando dele os grandes males da humanidade.

Beijinho grande e bom domingo :))

as-nunes disse...

A tarde está linda, temperatura de Verão...

Mas lembro-me particularmente da senha da acção militar para assassinar Salvador Allende!
E nós, logo a seguir, em Portugal, os que ainda têm memória, de punho cerrado, a gritar palavras de ordem, dentre as quais sobressaía:
"Fascismo nunca mais!"

Geração dos anos 60!
Agora "geração sandwich"...

Bem me lembro de todo esse rol de enormidades cometidas nestas últimas décadas!

Que os nossos filhos não tenham que passar pelo mesmo!
Já seria uma grande dádiva que nos era prodigalizada!

Um abraço
António

HSLO disse...

Um data inesquecível...

abraços

Pedrasnuas disse...

É VERDADE MANUELA...QUANTAS PERGUNTAS SEM RESPOSTA PLAUSÍVEL...QUANTA LOUCURA,QUANTA CHACINA,QUANTA BARBÁRIE...QUANTA INJUSTIÇA...QUANTA PERSEGUIÇÃO...QUANTAS LÁGRIMAS ROLDAS...QUANTOS FERIDOS MORTOS EM CAMPOS DE BATALHA E QUANTOS MORTOS EM CAMAS DE HOSPITAIS...QUANTA MALDADE...
QUE ACONTECEU AO HOMEM QUE HABITA A TERRA E PERMITE ESTES CENÁRIOS HORRIPILANTES, HEDIONDOS...

SERÁ QUE SE DESUMANIZOU LITERALMENTE?!

BEIJO GRANDE

Beth/Lilás disse...

Manuela, querida!
O mundo está tão complexo ultimamente, as notícias sobrepoem-se às outras com uma rapidez que não temos tempo de pensar e digerir cada ato.
O 2001 parece que foi ontem, mas logo cairá no esquecimento e o golpe no irmão latino já nem lembramos mais.
Triste mundo o nosso, sem memória!
bjs cariocas

Valéria Sorohan disse...

Que belo poema, geralmente é isso que acontece, questionamos a presença de Deus, mas ele esteve lá, eu sei!

BeijooO*

Bombom disse...

É isto que acontece sempre que o Ódio se instala no coração do Homem, em todas as épocas, em todos os países...
"Ninguém nasce odiando outra pessoa
pela cor da sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender e, se podem aprender a odiar,
podem ser ensinadas a amar."
Nelson Mandela

Ensinemos nós a amar, enquanto é tempo!
Bjs. Bombom