«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




sexta-feira, 9 de julho de 2010

30 ANOS SEM VINICIUS

VINICIUS DE MORAES (19 de outubro de 1913/9 de Julho de 1980)
Com Vinicius começou o meu «namoro» com a música brasileira, ele abriu-me a porta para aprofundar depois outros autores-cantores e continuo a gostar muito da múscia brasileira, SARAVÁ VINICIUS!

Samba da Bênção

Composição: Vinicius de Moraes / Baden Powell
É melhor ser alegre que ser triste
Alegria é a melhor coisa que existe
É assim como a luz no coração
Mas pra fazer um samba com beleza
É preciso um bocado de tristeza
É preciso um bocado de tristeza
Senão, não se faz um samba não
.../...
Fazer samba não é contar piada
E quem faz samba assim não é de nada
O bom samba é uma forma de oração
Porque o samba é a tristeza que balança
E a tristeza tem sempre uma esperança
A tristeza tem sempre uma esperança
De um dia não ser mais triste não
A vida não é brincadeira, amigo
A vida é arte do encontro
Embora haja tanto desencontro pela vida
Há sempre uma mulher à sua espera
Com os olhos cheios de carinho
E as mãos cheias de perdão
Ponha um pouco de amor na sua vida
Como no seu samba
.../...
Eu, por exemplo, o capitão do mato Vinicius de Moraes
Poeta e diplomata
O branco mais preto do Brasil
Na linha directa de Xangô, saravá!
A bênção, Senhora
A maior ialorixá da Bahia
Terra de Caymmi e João Gilberto
A bênção, Pixinguinha
Tu que choraste na flauta
Todas as minhas mágoas de amor
A bênção, Sinhô, a bênção, Cartola
A bênção, Ismael Silva
Sua bênção, Heitor dos Prazeres
A bênção, Nelson Cavaquinho
A bênção, Geraldo Pereira
A bênção, meu bom Cyro Monteiro
Você, sobrinho de Nonô
A bênção, Noel, sua bênção, Ary
A bênção, todos os grandes
Sambistas do Brasil
Branco, preto, mulato
Lindo como a pele macia de Oxum
A bênção, maestro António Carlos Jobim
Parceiro e amigo querido
Que já viajaste tantas canções comigo
E ainda há tantas por viajar
A bênção, Carlinhos Lyra
Parceiro cem por cento
Você que une a acção ao sentimento
E ao pensamento
A bênção, a bênção, Baden Powell
Amigo novo, parceiro novo
Que fizeste este samba comigo
A bênção, amigo
A bênção, maestro Moacir Santos
Não és um só, és tantos como
O meu Brasil de todos os santos
Inclusive meu São Sebastião
Saravá!
A bênção, que eu vou partir
Eu vou ter que dizer adeus

Ponha um pouco de amor numa cadência
E vai ver que ninguém no mundo vence
A beleza que tem um samba, não
Porque o samba nasceu lá na Bahia
E se hoje ele é branco na poesia
Se hoje ele é branco na poesia
Ele é negro demais no coração

10 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Bom dia Manú!
Ah! O poetinha!!!! Como é chamado carinhosamente por quem cresceu e conviveu com toda a fantástica criação dessa pessoa tão carismática.
A obra de Vivícius é extremamente rica em todo os sentidos.
Bom, eu sou suspeita em falar pois sou apaixonadíssima por toda a sua poesia!
Cumpriu sua missão na Terra...deixou o seu legado...
Viva Vinícius!!! O sempre vivo Vinícius! Saravá Vinícius!!!!
Parabéns por este post!!!
Beijo gostoso e muito agradecido.
Astrid Annabelle

Carlos Albuquerque disse...

Que prazer encontrar aqui o "Poetinha".
Conheci-o, há muitos anos (tantos!), quando ele esteve em Luanda. Vinicius era um ser dotado de encanto e talento. Quando, sempre de cigarro nos lábios e copo de uísque ao lado, começava a dedilhar o piano e a cantar a sua poesia, era como se uma onda de magia nos envolvesse.
Fiquei admirando-o para sempre. Tenho grande parte da sua obra poética e musical.
Ainda hoje, de quando em vez, releio o seu notável poema "Operário em Construção".
Obrigado, Manuela, por me ter recordado o "Poetinha".
Abraço

Renata Boechat disse...

Nosso mais querido musico e Poeta Maior!!!

Muito bem lembrado Manu,mas digo que Vinicius continua bem vivo no coração de todos os brasileiros, e de qualquer cidadão desse mundo que tenha um coração sensível!

Um abraço menina!

Elaine Barnes disse...

Uma bela homenagem aqui. Puxa vida,nem sabia que já fazia tanto tempo que ele se foi.
Um homem sensível que construiu uma vida poética e conseguiu transmití-la com genialidade. Viva Vinícius! Adorei tudo aqui. Monte de bjs

Fatima disse...

Gosto muito!!!!!
Sei cantar quase todas as músicas e sei recitar de cor vários poemas dele.

Bjs.

Eliane disse...

Manu que saudade!!! a tempos pensava e procurava por ti mas não sei porque não estava na tua lista de seguidores.
Brigado pela visita e estou babando o bebe.Fiquei feliz de ver que conheceu nossa musica através do Poetinha. Viva vinicicius. Muitos beijos e bom dia minha amiga!!
A agora não te perco mais.

Maria disse...

30 anos com a sua poesia a sua voz e as cantigas...
Obrigada, Manuela.

Um beijo.

Benjamina disse...

Manuela
30 anos sem ele, mas sempre com a sua música. Bela letra e bela música, o samba da benção. Só falta a música para completar essa homenhagem, fica aqui o link: http://www.youtube.com/watch?v=SEevv9qJgGw

Beijinhos e bom fim de semana

manuel marques disse...

Um novo dia vem nascendo.
Um novo sol já vai raia.
Parece a vida, rompendo em luz,
E que nos convida a amar

Vinicius de Moraes


Beijinho e bom fim de semana.

Marliborges disse...

Bem lembrado, Manú. Saravá Vinícius!
Bjss