«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




quinta-feira, 29 de julho de 2010

PORTUGAL E BRASIL APOSTAM NO CANAL LUSOFONIA

Portugal e o Brasil lançaram em Lisboa as raízes de um canal de televisão, que deverá ser gerido em parceria, pelos dois países, através das suas empresas públicas de Comunicação Social, mas aberto aos restantes países de língua portuguesa.
"Temos uma grande ambição: a de contribuir, assim, para a valorização internacional da língua portuguesa, incrementar o conhecimento das culturas, das realidades locais e também das próprias posições estratégicas que os países podem desempenhar no plano internacional", adiantou o ministro dos Assuntos Parlamentares, Jorge Lacão, após a assinatura do acordo de cooperação.
O documento assinado entre os representantes dos dois Governos frisa que a cooperação entre os países permitirá
"avaliar as possibilidades de criação, em parceria multilateral (...) de um canal de televisão, destinado a ampla difusão internacional e dirigido "à difusão, valorização e afirmação da língua portuguesa no mundo". Há 250 milhões de falantes da língua portuguesa espalhados pelo globo.
A cooperação entre a Empresa Brasil de Comunicação e a RTP abrange, ainda, áreas que vão do intercâmbio de programas e outras obras audiovisuais, realização de co-produções, apoio à produção de obras cinematográficas e audiovisuais, formação profissional, ao intercâmbio profissional e técnico. A opção prende-se com a importância da língua portuguesa no mercado mundial.
"O Brasil e todos os países de língua portuguesa são uma realidade económica e cultural de enorme significado actual".
JN
--------------------------------------------------------------
Parece-me uma ideia interessante a aproximação, de todos os países onde se fala o português, mas sou contra o acordo ortográfico, o português em cada país foi evoluindo de forma diferente, com aquisições e influências diversificadas. Obviamente que há o português escrito e o português falado e o acordo visa o português escrito, o falado é bastante interessante na sua diversificação. Gosto de ouvir falar um brasileiro, um angolano, um caboverdian0, um açoriano... mesmo que ás vezes bem precisasse de «legendas»!...

2 comentários:

Cris França disse...

no dia que tivermos ponte aérea, vou te visitar...rs

bjs querida

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

BEM VERDADE AS VEZES BEM GOSTARIA DE LEGENDAS COM ALGUMAS PALAVRAS!
BEIJO