«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




quinta-feira, 15 de julho de 2010

CRISE INSUSTENTÁVEL…

Toda a comunicação social se refere todos os dias, a todas as horas, minutos e segundos à crise! Vivemos uma crise insustentável, disse o Presidente da República Cavaco Silva.
Cavaco Silva tão pessimista e Sócrates um optimismo nato, nunca vacila!


O pessimista diz que há muito o país se encontra numa situação económica insustentável, ao optimista, pode-se bem colar aquela frase de Mário Cesariny «se há gente com fome/assim como assim, ainda há muita gente a comer»
Não faria mal o primeiro-ministro reconhecer alguns erros ou a inconsequência de algumas medidas. Mas o facto de isso não suceder não deveria ser tentação suficiente para Cavaco Silva vir a público falar como um dirigente da Oposição, embora Passos Coelho, já ande a «patinar» e o Paulo Portas não largue aquela postura irritante de populista!.. Quanto a Francisco Louça e Jerónimo Bragança, batam, batam… No contexto em que vivemos não podem fazer mais que isso e não me venham dizer que agora não é oportuno bater, por causa da crise! Será oportuno o Estado fazer as suas despesas correntes de luxo? A má gestão do Estado, é o mais revoltante, para todas as pessoas, mas Sócrates será sempre um eterno e inconsequente optimista!..


Fiquei muito admirada pelos empresários estarem preocupados com a situação do país, eles não se preocupam só consigo próprios?
Querem flexibilizar sempre mais as leis do trabalho. Só querem ter lucros e não riscos?
Portugal é o país da Europa onde mais se trabalha e menos se ganha! Os estudos internacionais feitos têm revelado que a baixa produtividade das empresas resulta da má qualidade da gestão!!!!

Vamos tendo o folhetim intrincado da «golden share» - PT-Telefónica, não percebo nada disso, nem gosto de Economia, poderei estudar qualquer coisa sobre outra matéria, mas essa nem pensar! Pode parecer estranho, mas eu até não gosto nada do dinheiro, para a vida ser mesmo «porreira», o ideal era ter o suficiente, para nunca precisar de pensar nele!

Portugal bateu no fundo! É uma grande crise, mas houve sempre muitas crises. Em situação de crise, sempre viveu Portugal, mas claro o que interessa é a crise actual. Nesta crise, nem sequer a criatividade e a emoção, têm procurado combatê-la. A cultura erudita, mantém-se dentro dos seus «palácios», incapaz de dialogar, nunca foi essa a sua vocação. A literatura, excepto casos muito pontuais, não produz nada de interessante. A música, já nada tem para dizer. O cinema, concentra-se nos escândalos, terrores e bonecada. A televisão, além do folhetim da crise «a cappella», à novela, segue-se o concurso e ao concurso a novela, a aposta é o entretenimento.
ENTRETER É O MOTE!

3 comentários:

São disse...

Se não trágica a situação, gargalharia com o desplante de Cavaco, o "inocente"!!

Tudo de bom.

manuel marques disse...

Cavaco e Sócrates são farinha do mesmo saco.
Tudo o que peço aos políticos é que se contentem em mudar o mundo sem começar por mudar a verdade .

"No inferno os lugares mais quentes são reservados àqueles que escolheram a neutralidade em tempo de crise ."

Beijo.

AC disse...

"A cultura erudita, mantém-se dentro dos seus «palácios», incapaz de dialogar, nunca foi essa a sua vocação."
Protegidos da crise, é óbvio.
Sem mais comentários!

Bjs