«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

E POR CÁ COMO VAMOS?




A Glorinha Leão do blogue Café com Bolo, referindo-se à situação política que se vive no Brasil, perguntava-me: e aí por Portugal, pelo que li a situação também está muito complicada, não é?
É complicadissimo e maçador de explicar, por isso recorro a um artigo do humorista, Ricardo Araújo Pereira, in VISÃO:



Quando, na semana passada, o PS desafiou a oposição a apresentar uma moção de censura ao Governo, a política portuguesa ficou subitamente mais difícil de compreender. Os nossos políticos, que são pessoas bastante lineares, curiosamente produzem uma política muito complexa. Resumindo, o que se passa é isto: neste momento, Portugal tem um Governo que não se demite mas acha que a oposição devia demiti-lo, e uma oposição que não o demite mas acha que ele devia demitir-se. O primeiro-ministro deseja controlar os jornais, mas não consegue evitar que os jornais o descontrolem. E acusa os jornalistas de fazerem jornalismo de buraco de fechadura quando a porta está, na verdade, escancarada.
Façamos uma história breve do que tem sido o Governo de Portugal nos últimos anos. Primeiro, Durão Barroso saiu, porque foi chamado pela Comissão Europeia. Sócrates não sai mesmo que lhe chamem tudo. Pelo meio, Santana também saiu, mas contra a sua vontade. Um sai porque quer, o outro sai sem querer e o último não sai nem que toda a gente queira. Antes de Durão, já Guterres saíra, porque tinha coisas combinadas e o Governo do País atrapalhava-lhe a agenda. Dos últimos quatro primeiros-ministros, só 50% quis manter-se no lugar, facto que imediatamente os torna suspeitos.
O actual Governo está mergulhado em escândalos de vários tipos. Quem pode fazê-lo cair é o grupo parlamentar do PSD onde se encontra, por exemplo, António Preto, mergulhado em escândalos de vários tipos. Ou o Presidente da República, Cavaco Silva, cujos amigos e membros dos seus anteriores governos se encontram envolvidos em escândalos de vários tipos. O eleitor está em casa um pouco confuso, e com razão: é difícil optar entre tantos escândalos. Qual dos envolvidos em escândalos é o mais indicado para livrar o País destes escândalos? Eis uma questão difícil.
Bom, sou capaz de me ter deixado levar pelo ambiente de suspeição que temos vivido. Vistas friamente, as acusações ao primeiro-ministro acabam por ser frágeis. É difícil sustentar que Sócrates quer acabar com a comunicação social quando verificamos que foi ele quem mais fez, nos últimos tempos, pela leitura de jornais. Para sermos justos, teremos de reconhecer que Sócrates acabou com os jornais, sim, mas nas bancas. Acabou com eles porque, por sua causa, a edição esgotou-se e teve de se fazer outra.
Quem, no meio de tudo isto, poderá conduzir o País? Quem nunca esteve envolvido num caso obscuro, nunca teve cargos de responsabilidade em governos desastrosos, nunca recebeu dinheiro de Manuel Godinho? É possível que exista alguém que corresponda a este perfil, mas terá certamente menos de 10 anos. E colocar um menor de 10 anos no Governo do País poderá ter consequências trágicas: o País ficaria de certeza sem rumo, com o desemprego elevadíssimo, e manietado por uma crise profunda. Nem quero imaginar o que poderia acontecer.

4 comentários:

Carlos Albuquerque disse...

Retrato corrosivo, assente em fundos de verdade!
O Ricardo Araújo Pereira parece estar em boa forma.
Beijos

Glorinha disse...

Oi Manu! Parece a descrição do Brasil, é só mudar os nomes!
Apesar de que, aqui ninguém abre mão do cargo, ninguém sai do poder, pois ninguém quer largar o osso!
É tudo uma gentalha! Pois é como sempre digo, para querer ser político, já de antemão há de ser canalha!
A cada dia, por aqui, se descobre mais um escândalo envolvendo o pt ou a corja do lula que faço questão de escrever com minúsculas...e o pior é que sua popularidade segue inabalável e a oposição finge que não existe...
Estamos todos na mão de imbecis!
beijos solidários!

Maria disse...

Este RAP está cada vez melhor...

Beijo.

Sandra Botelho disse...

Essa poeira de corrupção se alastra feito praga por todo o mundo.
Mas enquanto o povo se recolher e calar.
Tudo seguirá assim.
Bjos menina amiga linda!