«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




sábado, 13 de fevereiro de 2010

O LIVRO DO DESASSOSSEGO

THE BOOK OF DISQUIET - TEATRO MUSICAL PARA ACTOR, ENSEMBLE E FILME - LIBRETO DE Michel van der Aa a partir de textos de Fernando Pessoa (Bernardo Soares).

Quero que a leitura deste livro vos deixe a impressão de terdes atravessado um pesadelo voluptuoso.
……
Pulverização da personalidade: não sei quais são as m[inhas] ideias, nem os m[eus] sentimentos nem o meu carácter... Só sinto uma coisa, enq[uan]to a sinto na pessoa visualizada de uma qualquer criatura que aparece em mim. Substitui os meus sonhos a mim-próprio. Cada pessoa é apenas o seu sonho de si-próprio.
Eu nem isso sou.
……
Não soube nunca o que sentia. Quando me falavam de tal ou tal emoção e a descreviam, sempre senti que descreviam qualquer coisa da m[inha] alma, mas, depois, pensando, duvidei sempre. O que me sinto ser, nunca sei se o sou realmente, ou se julgo que o sou apenas. Sou uma personagem de dramas meus.

4 comentários:

Tetê disse...

Oi Manuela! Obrigada pela visita! Gostei da idéia de ter verão e inverno entremeados... Quando se cansa de um, vem o outro! Uma boa! Ah... e o sopro fresquinho chegou em ótima hora! Bjks Tetê

Maria Ribeiro disse...

COMPLEXO, MANUELA FREITAS...LER O !LIVRO DO DESASSOSSEGO é o mesmo que dizer, no fim,"o que é que eu estive a ler?"
BEIJOS nesta partilha de amor à obra de PESSOA...
LUSIBERO

Cris França disse...

engraçado é saber que cada vez que se o lê, a gente se acha um pedacinho. bjs

Regina disse...

Minha amiga, este livro é de desassossegar qualquer alma mesmo!!

Beijo!!