«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

VITOR CONSTÂNCIO [UM CROMO]


A RECEITA DO COSTUME

O Governador do Banco de Portugal é um homem surpreendente. Como Portas diz (onde isto chegou, eu de acordo com Portas!), "fica surpreendido com o BPP, fica surpreendido com o BCP, fica surpreendido com o BPN, fica surpreendido com o valor do défice, fica surpreendido com o valor do endividamento (...)". Constâncio cobra por mês 17 mil euros dos nossos impostos para vir regularmente a público manifestar-se surpreendido com o que se passa sob o seu nariz e, no entanto, é incapaz de surpreender seja quem for. Lebre do Governo sempre que há que preparar terreno para más notícias, chegou a vez de vir opinar que, depois do congelamento dos salários, é preciso aumentar o IVA, alegremente libertando o Governo (é para isso que serve um governador do Banco de Portugal) do compromisso eleitoral de não o fazer. De uma só e inventiva cajadada, o socialista Constâncio faz-se assim, de novo sem surpresa, núncio do FMI, que ontem deu instruções ao Governo para que vá buscar aos salários os milhões gastos em "ajudas" aos bancos. É a receita do costume, os do costume (quem havia de ser?) que paguem a crise.
Gosto de ler diariamente as crónicas de Manuel António Pina, em textos curtos e incisivos diz muito e dentro daquilo que eu penso.

4 comentários:

as-nunes disse...

Concordo plenamente.

Já houve tempos em que me esforçava por acreditar e "perceber" Vitor Constâncio.

Mas, se calhar, até nem era má ideia mandarem-no para o BCE.

António Nunes

Glorinha Leão disse...

Aqui, com aí, minha cara as politicagens, as falcatruas e os desonestos...só muda mesmo o endereço...
E, o povo, burro, vota sempre nos mesmos corruptos e enganadores de sempre...
Minha lombar continua doendo...mas não se opera mais hérnia de disco...tenho que fazer é fisioterapia, mas agora estou sem " fluxo de caixa" pra falar a linguagem dos banqueiros...rsrsrs...Grata por sua preocupação.
beijinhos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Já tinha lido, porque també é raro perder uma. Um dos melhores colunistas a escrever nos jornais portugueses

Austeriana disse...

Subscrevo as afirmações de as-nunes. Aliás, parece-me que nem o próprio Vitor Constâncio se entende. Cada uma é pior que a anterior!

Abraço.