«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




segunda-feira, 1 de março de 2010

STALKING

Depois do carjaking, do bullying, temos o STALKING
(STALKER, caçador furtivo, assediador permanente.)


Stalking – Conjunto de comportamentos de assédio persistente, indesejados pelo alvo desses comportamentos. Podem diferir no grau de intrusividade, envolvendo desde acções mais discretas como telefonar constantemente ou vigiar, assediar pela internet, até actos altamente intimidatórios como perseguição na rua, invasão da propriedade e ameaça de agressão física. Este fenómeno e a «violação doméstica» como forma de vitimação relacional, muitas vezes andam de mãos dadas. São casos de relações que terminaram e que uma das partes não aceitou ou uma fixação obcecada por alguém.
Psicólogos da Universidade do Minho, vão lançar o primeiro estudo sobre este problema, de perseguição física e psicológica, que viola a privacidade de uma pessoa. Marlene Matos, é a coordenadora deste estudo e diz que é necessário estudar este fenómeno para ser criada legislação específica a este crime. Perante a devassa da vida privada, a vítima tem que pedir auxílio às autoridades, à família, aos amigos porque não é normal, nem natural uma pessoa estar a ser perseguida por outra. A lei portuguesa penaliza ofensas à integridade da pessoa, mas de uma forma individual: «violência doméstica», «ameaça», «coacção», «violação do domicilio ou perturbação da vida privada» e «devassa da vida privada».
Efectivamente que eu considero que tem que haver uma penalização, mas mais pertinente deve haver um tratamento psicológico, embora estas pessoas nunca reconheçam que estão doentes.
No campo artístico há imensos casos conhecidos, não só no estrangeiro, mas também por cá, muitos casos em que nem sequer houve uma relação!..

1 comentário:

Glorinha L de Lion disse...

Ui, que coisa, dessa não sabia...vivendo e aprendendo...
Beijos