«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




sábado, 1 de maio de 2010

DIA DO TRABALHADOR - 10,5% NO DESEMPREGO

10,5% OU MAIS!!!!


Qualquer dia não há dia para tantos dias de…
Mas o dia do trabalhador, contrariamente a outros dias de…tem história. Em 1 de Maio de 1881 houve uma manifestação/reivindicação de trabalhadores em Chicago pela jornada de oito horas. Em 1889 esse dia foi distinguido, como dia do trabalhador na segunda Internacional Socialista em Paris. No princípio do século XX foi considerado feriado.
Em Portugal começou a ser festejado, depois do 25 de Abril, mas lembro-me do que era o dia no tempo da ditadura. À saída ao fim do dia, muitos trabalhadores concentravam-se na Praça da Liberdade e, nas ruas limítrofes lá estava a polícia de intervenção pronta a entrar em acção. Se havia «festa», no dia seguinte nada se sabia, se alguma coisa tivesse acontecido, tudo era silenciado.


PRESENTEMENTE COM 10,5% DE PESSOAS NO DESEMPREGO A LUTA DIÁRIA É CONSEGUIR UM POSTO DE TRABALHO. (Há os que não querem, mas isso é outro vector de discussão)

11 comentários:

manuel marques disse...

"PRESENTEMENTE COM 10,5% DE PESSOAS NO DESEMPREGO A LUTA DIÁRIA É CONSEGUIR UM POSTO DE TRABALHO."

Tudo isto acontece(na minha óptica)porque os empresários europeus, já podres de dinheiro , não querem criar riqueza, mas sim fortunas pessoais.Os políticos da europa têm que ter coragem para mudar o estado das coisas.

Beijo e passe um excelente dia.

Sandra Botelho disse...

Aqui no Brasil depois dos 35 anos fica quase impossivel conseguir um trabalho. Tá complicado viu?
Bjos achocolatados. Tenha um lindo final de semana

Carlos Albuquerque disse...

Boa tarde, Manuela!
Hoje a luta diária é mesmo conseguir um posto de trabalho, direi mesmo, mendigá-lo!
Cada vez mais difícil, com a aparição, na cena política portuguesa, de vendedores de ilusões com Passos Coelho e Paulo Portas, perante um PM a quem vai faltando força e credibilidade para dar a volta à situação em que vivemos...
Não tarda, o povo português estará a cair noutra cilada.
Um abraço
bom fim-de-semana

Malu disse...

Manuela, não se preocupe porque tempo é um problema social muito grande, principalmente depois da Revolução Industrial em que a sociedade tomou novos rumos, mais dinâmicos e de certa forma individualistas por necessidades.
Bem lembrado teu post sobre o DIA DO TRABALHAOR E DO TRABALHO, onde estamos a comemorar desempregos e por conseguinte, desempregados...

Beijinhos

Chica disse...

Que triste isso, não é? E a cada vez vemos menos querendo trabalhar de verdade...Issi ainda é pior!beijos,tudo de bom,chica

Astrid Annabelle disse...

Olá Manuela!
E atendência é ter cada vez menos...
como lhe respondi no meu blog, os empregos estão rareando cada vez mais por conta da transformação do paradigma socio/econômico mundial.
Por isso mesmo que os empregados merecem os parabéns por resistirem à pressão! Ou não....
Quem viver verá!
Beijo grande
Astrid Annabelle

Françoise disse...

Alguns a comemorar e outros a chorar né Manu? Parece que as coisas pioram ao invés de melhorarem. Triste...

Tenha um ótimo domingo
Françoise

direitinho disse...

A luta por um emprego é uma reivindicação justa. A riqueza de um país nasce pelo trabalho.
É necessário e urgente criar empregos para todos.
Todos os dias há empresas a fechar e todos os dias há mais pessoas no desemprego e outras na miséria porque já não tem direito a nada.

Memória de Elefante disse...

A taxa de desemprego é grande em meu país também!
E com isso aumenta os saques,assaltos e a violência.

Muito bem lembrada esta data e excelente texto!

U beijo

manuel afonso disse...

Ontem o 1º de Maio, surgiu pela luta por melhores condições de trabalho, hoje, bem se pode dizer, que se pede para manter o posto de trabalho. Não há dúvida que os tempos vão diferentes e maus.

Maria disse...

Deixo-te aqui umas palavras do 'Cravo de Abril', porque ºé exactamente o que eu sinto:

"A luta do 1º de Maio de hoje integra todas as lutas de todos os primeiros de Maio que passaram:
- o primeiro, comemorado há 120 anos;
- o 1º de Maio de 1962, o maior de todos ocorrido durante o regime fascista, no decorrer do qual a polícia fascista assassinou, em Lisboa, o jovem operário Estêvão Giro;
- «o primeiro 1º de Maio», o de 74, que foi ponto de partida crucial para a Revolução de Abril;
- o 1º de Maio de 1975, em que os trabalhadores souberam rechaçar a provocação montada e executada por Mário Soares e a sua tropa de choque (provocação repetida em 2009, tendo como provocador de serviço Vital Moreira)
- o 1º de Maio de 1982 em que, no Porto, na sequência de uma provocação montada pelo governo PSD/CDS e pela sua tropa de choque da UGT, a polícia de choque assassinou dois jovens trabalhadores: Pedro Vieira e Mário Gonçalves.

Por tudo isso, a luta do 1º de Maio de hoje será ponto de partida para a luta no futuro imediato: a luta necessária para a ruptura com a política de direita e para a implementação de uma política de esquerda, inspirada nos valores e nos ideais de Abril.

Viva o 1º de Maio!"

Um beijo, Manuela