«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




sábado, 1 de maio de 2010

A NOITE DO CARRAPATO

Em casa dos meus pais, colocava-se na porta da rua um ramo de maias, na noite de 30 para 1 de Maio, diziam que era para afastar o carrapato ou diabo e, eu ficava a cismar naquilo! Claro que depois nunca liguei a isso, com certeza foi uma razão porque o «carrapato» entrou algumas vezes em minha casa! Rsrsrsr…Não acredito mesmo nessas coisas. Acontece que há pessoas que ainda mantêm essa tradição, porque essas flores estão por aí à venda, em qualquer lado, nesta altura.

2 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Adoro essas crendices populares!

Beijo,
doce de lira

Nes disse...

Ola Manuela.

Eu sigo esa tradición dende hai moitos anos.

Sin embargo non no facemos co "carrapato" que aquí se lle chama Toxo, facemolo coas chamadas Xesta.

Chamamoslle Xesta por que con elas antiguamente barriase o chan.

Son tamen de cor amarelo, mais non pican.

Un biko.

NES