«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




sábado, 21 de novembro de 2009

EXCLUIR, PARA NÃO EXCLUIR!...

É estranho este título? Vamos aos factos: foi criada em Darque, Viana do Castelo, uma sala de aula só para ser frequentada por meninas ciganas, que segundo a sua tradição, abandonam a escola findo o 1º. Ciclo. A sala fica muito próxima do sítio onde habitam, de comum acordo com os pais. O Coordenador Regional, disse que esta foi uma boa medida, para combater o abandono escolar. O corpo docente maioritariamente também é formado por mulheres. Consideram esta uma situação de sucesso, assim como outra similar em Beja.
Para mim isto de facto faz-me bastante confusão e podia discorrer bastante sobre este assunto, fico-me só pelo insólito, questionando-me:
A EXCLUSÃO PODE SER UMA MANEIRA DE NÃO EXCLUIR?

3 comentários:

Sandra Botelho disse...

não concordo com isso, se somos todos iguais...
Bjos no coração1

G I L B E R T O disse...

Manuela

Ainda que seja um erro, não sei se o é, não quero estabelecer discussão meritórias neste sentido, prefiro aqueles que erram tentando e agindo, do que pecam por nada fazer.

As pessoas devem sempre ir de encontro a educação, mas se não vão, porque não levar a educação até elas?

Questionamento importante!
Post lindo e inteligente, como é habitual em terras de Manuela!

Nes disse...

Hola Manuela, penso que a esclusion e esclusion, non nada mais soi eso que non e pouco e tampouco se ye pode buscar os tres pes o gato, un saudo.