«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




quarta-feira, 21 de outubro de 2009

LUCHINO VISCONTI

Don Luchino Visconti di Modrone, conde de Lonate Pozzolo (conde comunista), (Milão, 1906 — Roma, 1976), descendente de uma nobre família milanesa, os Visconti, foi um dos mais importantes directores do cinema italiano, além de encenador teatral e director de ópera . Vi todos os seus filmes e continuo a rever.

















4 comentários:

Carlos Albuquerque disse...

E faz muito bem!
Com os mestres aprende-se sempre, em especial quando os revisitamos.
Não conheço a filmografia completa de Visconti.
Do que vi retive "O Leopardo", "Rocco e seus irmãos" e "Morte em Veneza" (sensivel e inesquecível interpretação de Dirk Bogarde!).
Um abraço

as-nunes disse...

Vim aqui agradecer-lhe o facto de estar a seguir o meu "dispersamente".

Aproveitei para apreciar esta sua iniciativa. Acho-a muito interessante.

Mais um fio nesta Teia incomensurável da blogosfera.

Cumprimento-a, Manuela Freitas, que venha a fruir deste seu belo desempenho

António Nunes

G I L B E R T O disse...

Manuela

Gosto muito do olhar italiano sobre a vida e, consequentemente, de seu cinema!

Vou olhar com mais carinho para Visconti, parabéns pelo bom gosto!

Também sou um amante de clássicos!

Abraços!

Cíntia Thomé disse...

Belo Blog...mas viajar agora por Visconti foi máximo! Romy, inesquecível Romy
Parabens...vou até rever esta obra...
Obrigado pelo comentario...