«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




sexta-feira, 16 de outubro de 2009

PENA DE MORTE - NUNCA!?...

Condenado à pena de morte pela alegada morte de um casal norte-americano e depois, num segundo julgamento, absolvido, Joaquin José Martinez apresentou o seu testemunho no dia 14 de Outubro, na Faculdade de Direito da Universidade do Porto.

Martinez foi detido pela polícia da Florida em Janeiro de 1996 pelo alegado duplo assassinato do filho do sheriff da cidade de Brandon e sua namorada, três meses antes. O julgamento, com base numa gravação áudio pouco perceptível, em testemunhos de polícias e depoimentos da ex-mulher, noiva e prisioneiros, decorreu em 1997. Por impulso dos pais de Marinez o caso foi amplamente divulgado em Espanha e a nível internacional e gerou-se um movimento de protesto pela sua condenação. Em 2000, o Supremo Tribunal da Florida revogou a condenação à morte e ordenou novo julgamento.

A reanálise das provas, a inclusão de novos dados e mudança de depoimento de diversas testemunhas, no novo julgamento concluído em Junho de 2001, conduziu à absolvição de Martinez. Desde então, o ex-condenado tem-se dedicado à causa da abolição da pena de morte.

A palestra foi promovida pela Amnistia Internacional, em colaboração com a European Law Students` Association (ELSA), pólo da Faculdade de Direito da U.Porto.

3 comentários:

Sonhαdorα disse...

"eu" sou a favor da pena de morte,mas isso é delicado...pra isso nossa polícia deveria ser a melhor das melhores...impecável..o que não é o caso(á meu ver é claro)fiquei impressionada com esse post)
Obrigada pela visita,vim conhecer o seu tmbm e tô ficando,mas um achado preciso que não quero perder de vista...
ahhh sobre a "surra"..levamos tantas e tantas ao longo da nossa vida não é..e nos perguntamos sempre o "porque" e não encontramos respostas..só quem sabe é Deus...confesso que sou uma curiosa terrível..quero.queria e quero um dia entender os pq´s...quem sabe um dia né...
mas apesar das surras eu tmbm não deixo de sonhar nunca..por mais que eu veja ou por mais que me digam que estou errada em pensar assim...
desistir jamais...

abraços Manuela

Sonhαdorα disse...

ahhh minha pequena aqui ficou encantada vendo o globo..girando...ficou admirada como não para de girar e não caimos ainda..(hehehehehe) coisa de criança..

Manuela Freitas disse...

De facto, perante a realidade violenta que se vive e pela inoperância da justiça, já há muitas pessoas a defender a pena de morte, mas já pensou que pode ser uma injustiça irreversível?..Claro que este é um assunto com «pano para mangas».
Quanto às surras, sabes como é, quem não arrisca, não petisca»!..
Desistir não leva a nada, nesta vida temos momentos bons e maus, se fecharmos a porta «asfixiamos»!...
O mundo rola e que fascinante é saber que eu estou aqui e contacto com pessoas taõ longínquas do meu espaço físico e que vivem, que amam, que riem, que sofrem...como eu!...
Bjiiiiihos