«Através da violência pode matar um assassino, mas não o assassinato.

Através da violência pode matar um mentiroso, mas não a mentira.

Através da violência pode matar uma pessoa odiosa, mas não o ódio.

A ESCURIDÃO NÃO PODE EXTINGUIR A ESCURIDÃO. SÓ A LUZ O PODE FAZER.»

MARTIN LUTHER KING




sábado, 31 de outubro de 2009

WALT WHITMAN (1819-1892)


Walt Whitman poeta norte-americano, executou vários trabalhos, foi tipógrafo, impressor, professor, jornalista, editor e poeta.
Em 1855 publicou a primeira edição de "Leaves of Grass", cujos custos suportou. A obra poética de Whitman centra-se nesta colectânea, dado que ao longo da sua vida o escritor dedicou o seu tempo a rever e a completar o livro, que teve um grande número de edições.

CANTO A MIM MESMO (EXCERTO)

Eu celebro o eu, num canto de mim mesmo,
E aquilo que eu presumir também presumirás,
Pois cada átomo que há em mim igualmente habita em ti.

Descanso e convido a minha alma,
Deito-me e descanso tranquilamente,
observando uma haste da relva de verão.

Minha língua, todo átomo do meu sangue formado deste solo, deste ar,
Nascido aqui de pais nascidos aqui de pais o mesmo e seus pais também o mesmo,
Eu agora com trinta e sete anos de idade, com saúde perfeita, dou início,
Com a esperança de não cessar até morrer.


Crenças e escolas quedam-se dormentes
Retraindo-se por hora na suficiência do que não, mas nunca esquecidas,
Eu me refugio pelo bem e pelo mal,
eu permito que se fale em qualquer casualidade,
A natureza sem estorvo, com energia original.

Nos seus poemas, Walt Whitman elevou a condição do homem moderno, celebrando a natureza humana e a vida em geral em termos pouco convencionais. Na sua obra "Leaves of Grass", exprime em poemas visionários um certo panteísmo e um ideal de unidade cósmica que o Eu representa. Introduziu uma nova subjectividade na concepção poética e fez da sua poesia um hino à vida. A técnica inovadora dos seus poemas, nos quais a ideia de totalidade se traduziu no verso livre, influenciou não apenas a literatura americana posterior, mas todo o lirismo moderno, incluindo o poeta e ensaísta português Fernando Pessoa. Profundamente identificado com os ideais democráticos da nação americana, Whitman não deixou de celebrar o futuro da América. Whitman, ficou ainda mais conhecido mundialmente a partir das citações inseridas no enredo do filme, Clube dos Poetas Mortos.
Estão Todas as Verdades à Espera em Todas as Coisas

Estão todas as verdades à espera em todas as coisas:
não apressam o próprio nascimento nem a ele se opõem,
não carecem do fórceps do obstetra,
e para mim a menos significante é grande como todas.
(Que pode haver de maior ou menor que um toque?)
Sermões e lógicas jamais convencem o peso da noite
cala bem mais fundo em minha alma.
(Só o que se prova a qualquer homem ou mulher, é que é;
só o que ninguém pode negar, é que é.)
Um minuto e uma gota de mim tranquilizam o meu cérebro:
eu acredito que torrões de barro podem vir a ser lâmpadas e amantes,
que um manual de manuais é a carne de um homem ou mulher,
e que num ápice ou numa flor está o sentimento de um pelo outro,
e hão-de ramificar-se ao infinito a começar daí
até que essa lição venha a ser de todos,
e um e todos nos possam deleitar e nós a eles.

1 comentário:

Luísa disse...

Olá!
Obrigada pela visita ao olhardeperto!
Volte sempre, será sempre muito bem recebida!
Eu gostei muito de ter cá estado! Voltarei.
Beijinho terno